Casa > YoungAdult > Distopia > Ficção > Insurgente Reveja

Insurgente

Insurgent
Por Veronica Roth
Avaliações: 28 | Classificação geral: média
Excelente
8
Boa
8
Média
5
Mau
5
Horrível
2
Uma escolha pode transformá-lo ou destruí-lo. Mas toda escolha tem conseqüências e, à medida que a inquietação cresce nas facções ao seu redor, Tris Prior deve continuar tentando salvar aqueles que ama e, ao mesmo tempo, se deparar com questões assombrosas de pesar e perdão, identidade e lealdade, política e amor. foi marcado pela celebração e

Avaliações

05/18/2020
Bella Freije


Quero dar uma grande salva de palmas ao HarperTEEN e à sua insana campanha de marketing. Bravo. Isso não é zombaria, mas uma saudação legítima. Eu sinceramente tenho que desistir de você por me convencer de que eu teve possuir este livro. Eu fui pego e embarcou no hype do Twitter trem como ele me levou voltas e voltas da blogosfera Facções. (BTW, eu ainda não sei quem dirige o maldito trem.) Então, quando entrei na minha livraria local e coloquei os olhos em Insurgente Felizmente, entreguei meus US $ 17.99. Eu não estava pensando logicamente. Era como se eu estivesse sob um simulação. (HAHAHA! Você viu o que eu fez há?)

E esse final? Ugh. Eu ... eu ... preciso de um momento. Deixe-me parar aqui antes de terminar de escrever um realmente resenha negativa e 1 com um dos livros mais esperados de 2012.

Mas saiba que estou descontente. MUITO. Basta ver quanto tempo levei para terminar o livro!

-----------------------------------------------

Que pena. O livro mais esperado de 2012 é a minha leitura mais decepcionante até agora. Depois de todas as críticas positivas que li, sabia com certeza que adoraria. Infelizmente, não funcionou dessa maneira. Eu estava em conflito quanto a dar a este livro uma ou duas estrelas. No final, Insurgentes A graça salvadora é que simplesmente não pertence a alguns dos meus outros livros estrelados. Então, Sinto que devo avisar quem se deparar com essa resenha: se essa é uma de suas séries favoritas e você a ama com a paixão ardente de uma supernova, essa resenha pode ter o potencial de irritar você. Pode ser melhor para você e eu se você apertar o botão voltar agora antes que as coisas avancem. Continue. Spock e eu esperamos.

* assobios *

Photobucket - Fotografias e imagens

Oh, você vai ficar, hein? Bem, prenda-se porque tenho a sensação de que pode ser apenas um dos aqueles avaliações...

Spock me diz que essa resenha deve conter spoilers leves para explicar logicamente esse romance ilógico. Desculpe, crianças. A ligação de Spock.

O primeiro grande negativo logo de cara foi que Insurgente pega diretamente depois Divergente deixado de fora. Praticamente não há recapitulação da história ou dos personagens e, se você ler o livro há um ano, bem, pode estar ferrado. Mas felizmente, Roth escreveu uma pequena e adorável folha de dicas apenas para esse fim. Yay! No entanto, o problema não reside apenas na lembrança de nomes. Está na conexão que o leitor pode ou não ter com os caracteres em Divergente, que agora não existia, pois eu mal conseguia me lembrar quem era quem. O que você disse? Então e tão só levou um tiro na cabeça? Sinto muito, não consigo encontrar uma única foda para dar. Então, somos apresentados a ainda mais personagens. Então, não só tenho que tentar lembrar os personagens antigos, mas também tenho que acompanhar esses novatos? Isso é muito trabalho. Obviamente, isso não é realmente Insurgentes falha, mas achei útil ressaltar isso.

O enredo:

O que aconteceu aqui? O que aconteceu com a série distópica repleta de ação à qual fui apresentado em Divergente? Onde diabos estava Tris e por que Bella estava fazendo seu papel? Por que Four de repente atualizou seu status no Facebook para Douche Bag? Quem foi a ideia de transformar Insurgente em um distópico Romance? Uma coisa que eu amei Divergente foi que o romance ficou atrás da história e da ação. Mas em Insurgente a ação é dispersa com um foco mais pesado no relacionamento de Tris e Four. Olha, não foi para isso que me inscrevi. Eu realmente não me importo se Four ama Tris ou se eles acabam montando um unicórnio que faz cocô de arco-íris enquanto cavalgam no pôr do sol. O que quer que seja, o que quer que seja.

Portanto, os eruditos estão tentando dominar seu mundo criando um novo soro para aqueles que são divergentes, enquanto os sem facção planejam uma rebelião. Mas tudo isso geralmente acontece em segundo plano, com menções ocasionais para manter o leitor atualizado. Na maior parte do romance, estamos presos na cabeça de Tris quando ela entra em modo de angústia por Quatro, seus pais e Will. Era tão chato que eu senti que estava preso em um episódio de retrocesso de Como o mundo gira. Repita. Me salve. Mas espere! Temos uma reviravolta aleatória na trama no final, pouco antes da batalha começar. Marcus (o pai abusivo de Four) decide recrutar Tris para ajudá-lo a recuperar as informações roubadas da Abnegação. Ele diz a ela que é super secreto e que ele não pode contar a ela o que é porque é algo que você precisa ver, que ela só precisará confiar nele. Fazer isso trairia Quatro. Ela concorda.

Esperar. Pausa.

Tris odeia Marcus. Tris ama Quatro. Tris não sabe quais informações eles recuperariam. Ela também não sabe se Marcus está dizendo a verdade. Ela não tem absolutamente nenhuma razão para acreditar nele. Nenhuma evidência real para apoiar sua reivindicação. Ela concorda. Sem muito pensamento. Tris deveria ter aptidão para Erudita, certo? Ela deveria ser lógica, certo ?!


Tris, faça suas malas. Acho que Spock acabou de votar em você fora da ilha.

Isso não faz sentido! E então, quando eu descobri o segredo super grande, adivinhem? Ele poderia ter dito a ela facilmente! Sinto o cheiro e a trama fácil, pessoal. O segredo é mantido por tempo suficiente do leitor, apenas para que você possa empurrá-lo para fora do penhasco na última página.

Edifício Mundial:

In Divergente Eu deixei muita coisa deslizar e sair de cima de mim porque fiquei entretida durante todo o livro. Sou conhecido por fazer isso com muitos livros como murchar e Across the Universe, por exemplo. Eu não poderia fazer isso com Insurgente. Veja bem, tenho a atenção de uma mosca da fruta. Se não estou totalmente envolvido no livro, vou perceber as coisas. Coisas com as quais eu provavelmente não me importaria muito se estivesse me divertindo. Por exemplo, como os eruditos usam óculos só porque são inteligentes. Ou como, apesar de Tris ter 16 anos de idade, emocionalmente desequilibrada, todo mundo ainda olha para ela para "analisar a situação". Ou até como é impossível encontrar essas facções. Como é possível colocar todas essas características em caixinhas bem organizadas e pedir a uma pessoa que escolha uma sobre as outras? Esse é o mesmo problema que tive com The Hunt. Nos dois romances, o autor tenta apresentar uma idéia do comportamento humano completamente diferente do que é a realidade, mas você pode ver claramente as falhas nele. No entanto, o personagem principal acredita plenamente nesse mundo e modo de pensar. Eles tentam racionalizá-lo, convencê-lo disso. Sim, eu sei que é um romance distópico, mas esse é um conceito difícil de vender, porque dificulta para mim simpatizar com o personagem principal, seus sentimentos conflitantes e entender seu mundo. A credibilidade é a chave para mim e tenho dificuldade em acreditar neste mundo. Tris freqüentemente alterna entre os lados da Audácia, Erudita e Abnegação. Outros personagens comentam sobre ela adotando uma característica, dependendo do que a situação exige. Mas isso não funciona para mim. Conversa de verdade, você não pode simplesmente colocar o pensamento lógico de volta no baú de brinquedos quando decide que não quer mais brincar com ele. Não funciona assim. Pelo menos ... acho que não. Spock?


Estou recebendo vibrações não-ish.

Tris:

Esta série faz muitas comparações com The Hunger Games e de certa forma eu posso ver o porquê. Você tem sua filha que, de um jeito ou de outro, desempenha um papel importante na promoção de mudanças em sua sociedade. E se eu realmente tivesse que comparar os dois, eu diria que Insurgente é como Tordo. Tris está deprimido, lutando para mantê-lo unido e lutar na guerra. A diferença entra em jogo quando Tris borderline desiste, enquanto Katniss chuta a bunda até o fim. Não estou dizendo que Tris não tinha o direito de ficar deprimida, porque acredito que sim. Mas estava realmente acabado para mim. Eu senti como se estivesse me afogando em sua angústia. Este livro tem mais de 500 páginas e a maior parte da ação nem aparece na festa até as últimas 30 páginas! Então, o que Tris estava fazendo nas outras 500 páginas? Não é uma coisa maldita. Não, arranhe isso. Spock me diz que isso é impreciso. Tris estava de fato fazendo alguma coisa. Ela estava sendo altruísta, tentando se matar para que ninguém mais morresse. Bella é você? Eu não sabia que você fazia distopias agora! Isso me irritou sem fim. A certa altura, ela se transforma no erudita porque eles ameaçavam matar pessoas até que Divergent começasse a se render. Então, é claro, Tris acha que deve ser ela e foge para desistir antes que os Destemor possam formar um plano. Agora, vamos pensar sobre isso logicamente. Tris sabe que os eruditos querem experimentar nela um soro à prova de divergentes. O que significa que mais pessoas seriam escravizadas e / ou mortas Porque dela se entregando. * facepalm * Então ela quase morre, mas já era tarde demais porque eu já tinha acabado de foder! Então eu tive que abalar Spock por um pouco.

O que você quer dizer com você está sem porra ?! Um de nós precisa se preocupar se Tris vive ou morre!
O fim:

Ok, muitos spoilers aqui, pessoal. Spoilers a partir deste ponto.

Não gostei do final. Eu me senti enganado porque tinha aguentado o final. Todo mundo dizia como isso compensava o resto do livro e o que não, mas eis o seguinte: o final não conseguiu compensar todo o bufão cheio de angústia que o resto do livro estava cheio. Eu não senti a antecipação ao longo do romance e odeio admitir que fiquei realmente tentado a roçar. O vilão foi morto muito rápido, sem muita luta. Eu sempre odeio quando isso acontece. O vilão tem dado aos personagens um inferno por toda a história e quando o número deles aumenta, eles imploram por sua vida e morrem por uma simples facada?

"Sim, se você me matar, nunca encontrará a informação!"

* facada stabby *

> inserir sangue e outras coisas <

"UGH! Estou derretendo!"

*morre*

Ainda não vejo nada. Está frio, mano.
E o grande segredo não era algo que você não poderia imaginar Divergente. É revelado que o mundo está em caos fora da cerca. Assassinatos, destruição etc. O mais estranho é que eu realmente esqueci que a sociedade deles estava fechada na cerca até que ela foi criada no final. Deslizou totalmente minha mente. Mas eu discordo. O objetivo de toda a sociedade era ser um novo começo para o mundo. De alguma forma, encaixotando pessoas nessas facções e esperando o Divergente surgir, isso equivale a salvar a humanidade. Não sei exatamente como isso funciona, já que o livro acaba com essa revelação e os Agradecimentos lançados. Mas eu sinto que Roth se escreveu todo o caminho até uma ilha deserta, enviou seu sinal SOS e aquele penhasco caiu do céu para o resgate. * suspiro * Eu realmente odeio cambistas. Foi uma das coisas que eu mais gostei Divergente. Na maior parte, as coisas estavam amarradas, mas com os insurgentes? É a bagunça que entraremos no livro três.

Vou ler o próximo livro? Sim, porque cheguei até aqui e espero aproveitar o livro três o quanto gostei Divergente. Eu acho Insurgente sofre da "Síndrome do Segundo Livro" e do infame "Trem do Hype", que possa morrer em um incêndio (o Trem do Hype, não o livro). Mas, no final, estou interessado em saber como Roth explicará tudo. Talvez toda essa série faça sentido lógico para mim. Até lá, tome um tempo, Spock?



Mais críticas e travessuras em Blog do livro de cuddlebuggery.
05/18/2020
Matazzoni Portman


Tudo certo. Iniciar "We Will Rock You"estilo, agora.

Bater palmas, bater palmas, pisar. Bater palmas, bater palmas, pisar. Bater palmas, bater palmas, pisar. Bater palmas, bater palmas, pisar.

Nós somos, somos INDEPENDENTES
Nós somos, somos INDEPENDENTES

Beatrice, agora chamada Tris, fez uma grande mudança
Jogando nos trens, ela se tornou uma Audácia um dia
Ela tem lama no rosto
Uma desgraça dos pais
Agora ela vai chutar sua bunda em todo o lugar

Cantando
Nós somos, somos DIVERGENTES
Nós somos, somos DIVERGENTES

Tobias é um desafiador e divergente
Gritando para todos, Podemos enfrentar o mundo hoje
Erudita tem sangue no rosto
Vamos colocá-los no lugar deles
No passado, fora de nossas paisagens de medo

Cantando
Nós somos, somos INSURGENTES
Nós somos, somos INSURGENTES

Vamos lá!

Nós somos, somos INSURGENTES
Nós somos, somos INSURGENTES


The Rundown

Ok, desculpe, mas NÃO vou lhe dar um resumo deste livro. Eu não sabia nada e adorei assim. Tudo foi uma surpresa e acho que talvez seja assim. Além disso, você sabe que deseja lê-lo de qualquer maneira.

E se você ainda não leu Divergente ... O QUE ESTÁ ESPERANDO ?! Shoo! Vá ler agora.

A trama e a construção do mundo

Este mundo em Insurgente é mais sombrio e ainda mais emocionante que Divergente. Cada capítulo aumenta o risco até você entrar. Os personagens deste livro são muito mais vivos do que em qualquer outro livro que li recentemente. Eles têm camadas e profundidade tão fascinantes que sinto que nunca consegui descobrir todos os segredos que eles guardam. Felizmente, Veronica Roth é incrível em nos ajudar a fazer exatamente isso. Os personagens são magistralmente desvendados diante de nossos olhos. Informações desbloqueadas que eu nunca teria visto.

O mesmo vale para o enredo. Há coisas acontecendo neste livro que eu nunca teria imaginado. E eu me considero bastante hábil em descobrir histórias. Cada nova reviravolta na história é uma surpresa bem-vinda. Cada nova informação é uma revelação emocionante.

Fiquei agradavelmente surpreso que o enredo do romance NÃO dominasse a maior parte do enredo. Este era um livro sobre a sociedade e sobre a guerra e sobre como lidar com tudo que vem com os dois. É disso que se trata a ficção distópica.

A trama se expande bastante sobre o que sabemos sobre a sociedade e seus antecedentes, que no início eram quase nulos. Fiquei emocionado com a maneira como as informações foram reveladas e o que isso significa para o futuro da série.

Os personagens

Tris realmente sente as emoções provocadas pelas mortes pelas quais ela acredita ser responsável, mesmo quando não tinha outra escolha. De fato, ela sente seus sentimentos quase demais. Muito parecido com o que as pessoas realmente fazem em situações da vida real ainda menos terríveis. Ela é apenas uma garota comum em uma situação extraordinária. Pelo menos, é assim que ela se vê. Ela nem percebe o quão forte e extraordinária ela realmente é.

Por mais que eu ame Katniss dos Jogos Vorazes, nunca senti sua agitação interior da mesma maneira que sinto com Tris. Meu estômago aperta quando penso no que ela passou até agora. Se eu pensar muito sobre isso, ficarei enjoado.

Em outra nota, eu tenho uma queixa minúscula sobre as passagens envolvendo a aparência de Four, como esta: "Algumas garotas podem se concentrar na maneira como as orelhas dele se destacam ou no nariz dele no final." Além disso, muitos outros pequeninos sobre seus dedos compridos e finos e rosto magro.

Uau, mova-se sobre Fabio! Deixe-me para ele !! Bom Deus, essa mulher realmente não quer que achemos o Ol 'Toby atraente, não é? Eu aprecio que ele não seja o seu tipo típico de "herói", porque vamos ser sinceros - nem todo cara tem ondas louras longas e dentes brilhantes. Mas nem toda garota acha esse tipo de cara atraente também. Não precisa ser um ou outro. Eu gostaria de uma descrição um pouco mais sexy dele de tempos em tempos. Você sabe, algo que não faz parecer que ele se parece com Beetlejuice.

Por exemplo, a maioria das pessoas não se consideraria Edward Scissorhands um homem classicamente bonito. Se você tentasse, poderia fazer com que alguns dos personagens de Johnny Depp parecessem bastante hediondos em uma descrição de texto, mas ele de alguma forma consegue transcender a natureza sombria e única desses personagens e trazê-los à vida de uma maneira que os faça sexy e intrigante. Eu gostaria de algo assim na descrição do Four no futuro.

O romance

Primeiro, sim, eu ainda o chamo de Quatro. Tris alterna entre chamá-lo de Quatro e Tobias no livro. Ultimamente, tenho me chamado de Tobias na minha cabeça, mas quando escrevo, geralmente acaba sendo Quatro. Quero dizer, foi assim que ele foi chamado durante quase todo o primeiro romance ... mas o nome Tobias está começando a crescer em mim.

Para ser sincero, eu tinha medo de que o relacionamento de Tris e Four seguisse o caminho do cortador de biscoitos. Eu não poderia estar mais emocionado com a direção que o romance deles tomou. Eles têm problemas reais com os quais trabalham. Não há angústia puramente por causa da angústia. É tudo baseado em suas situações presentes e passadas. Se você está procurando um amorzinho, unicórnios fofos rosa dançando no tipo de relacionamento arco-íris, desculpe, mas você não encontrará isso aqui. Desculpe estourar sua bolha de chiclete de algodão doce. E sim, eu sei que sou mau. * sorriso malicioso *

Há angústia e discussão, mas NÃO há triângulo amoroso com o personagem principal. Pelo menos não um que fosse discernível para mim. Se havia um, era um assassino ninja Triângulo amoroso.

O Veredicto

AMOR AMOR AMOR. Mal posso esperar para colocar minhas mãos no próximo livro desta série. Insurgente foi uma leitura incrivelmente deliciosa, emocionante e emocional! Mas, principalmente, simplesmente me causou um impacto.

Na outra noite, eu estava assistindo Merlin, que foi recentemente adicionado à minha lista de programas de TV favoritos de todos os tempos, e houve um momento específico em que um personagem mostra uma quantidade redonkulous de bravura em uma determinada cena comovente que não pode ser nomeada, e Eu literalmente pensei comigo mesmo: "Isso é tão desafiador." Esse é o poder do mundo que Veronica Roth criou. Quando uma história se torna parte da cultura pop, quando é tão única e reconhecível que pode ser falsificada ou comercializada, e quando sua terminologia entra na sua vida cotidiana - é quando você vê o verdadeiro poder da literatura. Eu acredito que este é um dos aqueles histórias.

Ah, e por falar nisso, eu quero uma camiseta com o símbolo da facção Dauntless, então ... alguém comece o mais rápido possível. * snap, snap *


O vencedor do PRÊMIO Divergente e Insurgente foi anunciado em STRANGEMORE.COM. Verifique o Rafflecopter Widget para ver o nome do vencedor!
05/18/2020
Torras Ivancic


O tamanho da minha decepção provavelmente tem algo a ver com o motivo pelo qual não posso me premiar com essas duas estrelas. eu sei Divergente não é realmente um grande livro, a distopia não faz sentido, os Destemor são pessoas ridículas que pulam de trens para provar a si mesmos ... mas, para mim, ainda era uma leitura muito divertida. Foi rápido, cheio de ação, Tris foi deliciosamente chutada, e o romance entre ela e Four complementou a história principal sem ultrapassá-la. Insurgente falhou em todos eles.

Normalmente, eu poderia atribuí-lo à síndrome do livro do meio e continuar com o livro três de qualquer maneira, mas não desta vez. Embora não haja tempo entre o final do primeiro livro e o início deste, Tris e Tobias / Four parecem personagens completamente diferentes e essa é uma inconsistência que não posso perdoar. O que aconteceu com Tris resistente, que tomou decisões difíceis e colocou a sobrevivência acima de tudo? Ela desapareceu e em seu lugar existe uma "heroína", como a maioria das heroínas românticas de jovens adultos. Tris agora se preocupa apenas com Tobias e sua angústia no relacionamento, perdi a conta de quantas páginas foram preenchidas com suas sessões de beijos e melodrama.

Tobias também parece ter mudado muito mais do que seu nome. Eu realmente gostei do personagem dele Divergente, Achei que ele era doce, gentil e um pouco misterioso (de fato, neste livro, ele era o único mistério). No entanto, ele foi substituído por alguém agressivo, sempre franzindo a testa e frequentemente grita com Tris. Ele costumava ser tão legal, mesmo em uma crise - então o que diabos aconteceu? Eu não podia nem começar a acreditar em uma história em que os personagens haviam mudado tão dramaticamente sem razão lógica.

Além disso, há também o grande fato de que nada realmente acontece. Ok, então, deixe-me ser sincero, li as primeiras 300 páginas e depois li o resto. Então, suponho que seja inteiramente possível que eu tenha perdido algo realmente bom, não poderia ter salvo o romance para mim, mas estou apenas dizendo que é possível. Nessas primeiras 300 páginas, porém, nada acontece. As pessoas ficam conversando sobre seus problemas e o que devem fazer. Tris se lembra repetidamente de seus pais (eu sei que ela está chateada, mas não podemos continuar com o drama atual?), Tris pensa em Tobias, obcecado por Tobias, preocupado com Tobias , tenta resolver o mistério que é Tobias ...

Basicamente, as primeiras 100 páginas são algo como:
- Tris e Tobias se beijam
- Tris pensa sobre onde eles devem ir daqui
- Tris e Tobias se beijam
- Tris e Tobias falam sobre onde eles devem ir daqui
- Tris e Tobias se beijam
- Tris pensa na morte de seus pais
- Tris e Tobias se beijam

Sinceramente, não me importo com o relacionamento deles. Talvez tenha gostado quando gostei dos personagens, mas agora nem os reconheço. Não é que eu duvide que Roth tenha um final brilhante planejado para o terceiro livro, é mais que eu não dou mais a mínima para Tris ou Tobias. Eu nem me importei o suficiente para ler este livro corretamente e descobrir o que acontece no final. Eu acho que está claro que esta série acabou por mim.
05/18/2020
Sisile Jacquay

Bem, eu definitivamente gosto do título "Divergente" melhor do que "Insurgente". Soa um pouco como seguro.

Uau, oito gostos. Talvez as pessoas tenham tido alguma experiência ruim com seguros ....? Não sei.

DEZ GOSTA ..... OO OO OO <--- Eu amo esse rosto. #. # $. $ Existem muitas combinações diferentes. XD

Onze. Uau. OO Eu não entendo isso. Minha resenha não está no topo da página de resenha, é ?! É muito legal, no entanto. : D Obrigado a todos ....

Oh minha palavra !!! Quatorze curtidas !!! oo OO OO

228 DIAS (eu acho)

219 DIAS,
5278 HORAS,
316728 ATA E SOBRE
19003700 SEGUNDOS ATÉ

INSURGENTE, O LIVRO COM O TÍTULO WACKY.

217 dias
5223 horas
313427 minutos
18805657 segundos

Não sei como vou sobreviver quando / se Tris se encontrar com Christina e Christina descobrir que Tris matou Will. WAHHHHH !!!!!!!!!!! D'X Christina e Will foram PERFEITOS !!! PERFECTPURFECTPAIRFECT! Ahaha, perfeito. Oh --- * soluça * PARCEIRO !!!

Acho que vou reler Divergente. Mal posso esperar por mais 212 dias.

211 dias.

210 dias, 5055 horas, 303346 minutos e cerca de 18200800 segundos.

HOORAY !!! DIVERGENTE VEIO !!! Posso reler !!!!!!! ^. ^ ^. ^ ^. ^

Eu esqueci como é emocionante. oo É como .... uau. Uau. UAU.

Aww ... Tris e Four são tão fofos juntos !!!

Ei, eu estou revendo Insurgentes ou Divergentes ?! Melhor reduzir os trechos divergentes. Claro, corretamente, eu nem deveria estar revisando os Insurgentes. Quero dizer, ainda não saiu. (Minha principal causa de desânimo: livros que ainda não saíram. Entenda?) 199 dias!

189 dias
4536 horas
272190 minutos e aproximadamente
16331455 segundos!

E so em agonia. Eu sou provavelmente a pessoa mais angustiada esperando Insurgente / Seguro. AGH. AGH, AGH, AGH.

Voltar a reler Harry Potter. : /

Dia 167 ...

52 ...

77 agora. OO

Meu relógio de contagem regressiva está funcionando. .__.

AAAH !!! SOMENTE 131 DIAS !!! É um palíndromo, oh sim!

Não gosto tanto dessa capa quanto da de Divergent, mas ainda é legal. Não sei, Divergente só tinha um pouco mais ... algo ... para isso. Foi mais impressionante, na minha opinião.

55 dias, 1,330 horas, 79,851 minutos e cerca de 4,791,064 segundos até você saber o que.

FOOOORRRRRTY DOIS DIAS !!!!!!!!!!!!!!!!

Ah, eu acabei de descobrir que a data de lançamento foi aumentada !!!!

Só brincando. Primeiro de abril! : D

AAAAHH !!! AAH !!! AAH !!!!! ESTÁ FORA!!!!!! Só há trinta e quatro porões na biblioteca. Eu tenho que esperar, tipo, há séculos ... * soluça *

* ATUALIZAÇÃO: LER *

Oh, meu Deus .... foi .... como eu começo a revisar este livro?

Foi, antes de tudo, incrível. Sou muito grato por Roth não ter instalado um triângulo amoroso. Eu odeio isso. Mas todas as esperanças que eu tinha por Will ainda estar vivo foram esmagadas. :(

A capa tem a árvore simbolizando Amizade, e por um bom motivo. Tris, pelas razões que você terá que ler, passa bastante tempo na sede da Amizade (complexo? Complexo?), E você conhece melhor a facção deles. O sistema de liderança é bastante interessante - eles realmente não têm um. Na verdade, acho que ser Amizade não seria tão ruim. (ver spoiler)[Exceto pelo fato de eles colocarem drogas ou qualquer coisa no pão. (ocultar spoiler)] Seria uma espécie de abnegação, mas muito menos rígido. (Entendeu? STIFFer - oh, não importa.) Eu pensei que Candor realmente teria sido melhor na capa, mas Amity também está bem.

Havia um parágrafo em que Tris menciona que as lágrimas são apenas algum tipo de função extra que não era compreendida pelo seu povo. Eles não sabiam por que os humanos choravam quando se emocionaram. Mas lembro-me de ler em algum lugar do meu livro de ciências da sétima série que se acredita que as lágrimas liberam (ou realmente libertam) hormônios do estresse ou toxinas do corpo. Isso foi uma coisa que me impressionou.

Uma das coisas que realmente me fez chorar foi a grande traição neste livro. Não vou dizer quem era, mas me atingiu como um soco no estômago. Preparem-se.

Eu achava que gostava mais de Divergent. Insurgente foi ótimo, mas não tinha, para mim, a dependência de Divergente. Talvez fosse um pouco confuso demais. Havia muitos personagens novos para acompanhar, e eles estavam constantemente se movendo de um lugar para outro. Mas Roth lidou muito bem com o romance. Meu respeito por Tris cresceu quando ela não se tornou a adolescente normal de YA, que só pensa no namorado e ele ocupa cinquenta páginas desnecessárias do livro. Ela ficou brava com Tobias, mas não por razões irracionais. Na verdade, meu respeito por Tris cresceu muito, ponto final. Ela lutou para lidar com a morte de Will e com a morte de seus pais no livro anterior, e essas lutas pareciam totalmente reais para mim. Eu realmente poderia simpatizar com ela. Quando Christina descobriu que Tris matou Will, sua reação foi crível e compreensível, e quando ela perdoou Tris, foi um dos momentos que mais me emocionaram ao longo de todo o livro.

Peter foi um personagem que foi desenvolvido mais em Insurgente. Não fiquei surpreso quando (ver spoiler)[ele acabou sendo um traidor, mas se redimiu parcialmente. (ocultar spoiler)] Ele é muito interessante ... Tenho a sensação de que ele desempenhará um papel importante no livro três. Talvez ele se sacrifique, ou algo dramático. Ou talvez ele se torne traidor novamente. De qualquer maneira, seria incrível.

No geral, fiquei muito feliz com os insurgentes. A trama se arrastou um pouco no meio, mas o final foi ótimo. E a grande surpresa foi realmente emocionante. : D Mal posso esperar pelo livro três !!!!!!

* Editar *

A pessoa que mimava Allegiant para mim: Maldito seja você !!!!! Não literalmente. Sério, no entanto. Estou tão bravo agora.

Acho que não vou ler Allegiant, infelizmente ... não quero (ver spoiler)[dissolva-se em uma chuva de lágrimas por semanas e semanas. (ocultar spoiler)]
05/18/2020
Bonni Weenum

Finalmente, o livro foi lançado! Depois de meses de espera, consegui pegar este livro no dia de seu lançamento e agradecer a Deus por isso!

** Aviso: Não haverá spoilers de Insurgent, apenas de Divergent **

Depois de não estar imerso no mundo divergente desde o lançamento do primeiro livro no ano passado, tive dúvidas sobre mergulhar de cabeça no Insurgent sem me refrescar com os eventos básicos que aconteceram antes do início deste romance. No entanto, não tendo tempo nem o cuidado de reler um livro com este livro novo e atraente sedutor à minha frente, decidi ser um Audaz e correr o risco (pequeno risco, mas ei, é o pensamento que conta) .

Meu primeiro pensamento? Essa releitura de Divergente seria desnecessária no fato de o Insurgent ter pegado exatamente onde o Divergent parou e ter continuidade suficiente para que eu lenta mas seguramente peguei todas as informações dormentes que eu precisava saber para este livro. A ação começa imediatamente, e minhas preocupações com este livro, o livro do meio desta trilogia, foram completamente surpreendidas com os eventos que acontecem. Muitas vezes, o segundo livro de uma trilogia diminui e perde parte, se não muito, do ritmo do primeiro livro, apenas para que o clímax e o desenlace aumentem drasticamente no final. Os insurgentes, no entanto, não me decepcionaram dessa maneira.

Eu amei muitas coisas deste romance, muitas das quais apontarei abaixo:

LÍDER FÊMEA FORTE:
Tris é um tipo de pessoa idiota, e não há como negar essa verdade. Ela não é apenas Divergente, mas também é um tipo particularmente forte de Divergente, para a qual tínhamos todas as pistas em Divergente, mas não foram pronunciadas claramente até agora. Ela é inerentemente forte, mas não é invulnerável; ela mostra fraqueza quando esperamos que ela o faça, como qualquer humano e independentemente de sua facção Destemor. Ela é forte, mas não é excessivamente ambiciosa, ao contrário de Jeanine e outras pessoas que vão subir ao poder e tirar proveito do caos. O que a diferencia dos outros é que ela tem todas as capacidades de um líder, mas mostra humildade e humildade suficientes para saber quando deixar o cargo. Eu estava me sentindo duvidoso com a polarização de características entre as diferentes facções, mas as múltiplas afinidades de Tris a tornam mais bem-formada e admirável pelo que ela escolhe fazer, em vez do que ela pode fazer com as capacidades que ela possui.

FOCO DO NOVELO:
Vamos lá, eu não li Insurgent por seu romance. Obviamente, é um privilégio, é claro, mas o romance entre Tobias e Tris não é o foco principal do romance, nem um pouco. As conspirações, as conspirações dentro das conspirações e a luta entre escolher o que parece certo e o que é logicamente certo são muitas vezes empregadas aqui, o que faz você querer ler mais e mais para ver quem é realmente o mocinho. E então, em algum lugar ao longo do caminho, você percebe que o mocinho pode não ser o mais legal. Eu acho que Roth coloca isso de maneira apropriada na justiça quando ela escreve: "E enquanto ele fez coisas cruéis e más, nossa sociedade não está dividida em" bom "e" ruim ". A crueldade não torna uma pessoa desonesta, da mesma forma que a bravura não torna uma pessoa gentil. " As multicamadas de todas as ações e personagens fazem você parar e pensar nos macro eventos, que é o que eu acredito que os livros realmente deveriam ter.

RESULTADOS REALISTAS E DISPOSITIVOS DE LOTE QUE O FAZEM OLHAR PARA MAIS:
Com base no que disse anteriormente sobre os eventos que ocorrem neste livro, quero apenas dizer que Roth realmente sabe como definir bem o ritmo da trilogia. Apenas ler as revelações que cada página traz mostra o pensamento cuidadoso e o planejamento que foram colocados na criação do mundo divergente. As pessoas que você pensou que poderia confiar para estar do lado "bom" de repente não são mais tão claras; todos caem em alguma área cinzenta e confusa onde estão suas lealdades. A aptidão do provérbio "o caminho para o inferno é frequentemente pavimentado com boas intenções" se encaixa nesse mundo, e muitas pessoas pensam que o fim justifica os meios de suas ações. Isso me impressiona não apenas pela complexidade que traz para a série, mas também pela realidade da situação que, por mais que você faça parte da Abnegação, no final, os instintos humanos exigem que você dê uma olhada na grande esquema das coisas e descobrir como você vai sobreviver. Não é necessariamente dizer que as pessoas são inerentemente boas ou más, é apenas que todos agem para sua própria sobrevivência, e isso acaba colocando as pessoas umas nas outras, realistas e verdadeiras. Em quem você confia, acaba afetando as ações que você toma e citou Roth: "As pessoas, eu descobri, são camadas e camadas de segredos. Você acredita que as conhece, que as entende, mas que os motivos estão sempre ocultos para você, enterrados em seus próprios corações. Você nunca os conhecerá, mas às vezes decide confiar neles. " Roth não hesita em fazer todas as paradas com camadas e mais camadas de eventos que fazem Tris mudar de idéia sobre qual curso de ação levar inúmeras vezes. É o tipo de coisa que faz seu cérebro pirar com o fluxo constante de novas informações enquanto processa simultaneamente o que acabou de aprender.

PERSONAGENS:
disse nuff. Você não encontra personagens multifacetados facilmente, e cada um desses personagens tem algo a contribuir para o mundo divergente como um todo. Lembre-se, é uma sociedade em que as coisas sempre foram de uma maneira específica quando uma enorme onda de reforma está prestes a atacar violentamente você. É um momento de conflito e guerra, algo que a maioria de nós nos países do primeiro mundo não consegue compreender em nível pessoal. (Cito um exemplo de Isabel Allende aqui: "Uma vez que minha filha me disse que o feminismo era antiquado, eu deveria seguir em frente. O feminismo é antiquado? Sim, para mulheres privilegiadas como minha filha, mas não para a maioria de nossas irmãs da época. resto do mundo que ainda são forçados a se casar prematuramente, prostituição, trabalho forçado "). Nesse cenário, o caos está em toda parte, e não posso enfatizar o quão bom foi ler sobre a diversidade de pessoas que, no final do dia, todos queriam apenas sobreviver.

FINAL:
Eu seria cauteloso ao ler Insurgente se fosse você. O final foi o mais terrível, horrível, de cair o queixo que já li há algum tempo. Também não temos uma data específica para aguardar o terceiro livro! Eu não posso (bem, sim, posso, mas você entende meu choque) acreditar que Roth nos colocaria em uma miséria de revelar um segredo tão grande e bem guardado, a verdade de todas as verdades para Divergente, e depois acabar com isso quando o caos interrompe. Uma provocação e uma jogada tão brilhantes. Isso manterá os fãs esperando com certeza.

Eu recomendaria este livro? Parreira sim, sem uma única dúvida. Tem ação, suspense, aventura, mistério e romance, e foi inteligente e bem executado. Não podia pedir mais um romance e agradeço sinceramente a Roth por compartilhá-lo conosco.



A pré-revisão que eu publiquei que reuniu todos os gostos nessa revisão:
QUEM REVISTOU JÁ ??? Fico tentado a dar olhares mortais a qualquer um que tenha feito, porque neste momento atribuir uma classificação a ele é apenas uma correspondência insignificante. A julgar pela classificação média do primeiro livro e pelo FATO DE QUE O SEGUNDO LIVRO NÃO ESTIVER MESMO POR ARC AINDA, não deve haver classificações! Como você pode classificar um livro com base no que você está antecipando que seja???

O que está classificado agora não é de forma alguma verdade, pois nem sabemos do que se trata o livro!
05/18/2020
Garner Spickard

Oh-oh. Por que eu quebrei minha promessa a mim mesmo e li este livro?

Foi minha curiosidade? Bem, eu preciso ter mais cuidado. Afinal, a curiosidade matou o gato - e eu sou um Leo. Uh-oh

Now I'm afraid that this book may have made me use up a few of my allotted nine lives. O_O Bem-vindo de volta ao mundo sem sentido da distópica Chicago onde você só pode ter um traço de personalidade, o que aparentemente é determinado no que parece ser equivalente a um teste de múltipla escolha de cinco perguntas. E esse ridículo é apresentado com muita seriedade. Vamos conversar, vamos?If you happen to give your seat on a bus to an old lady - well, you must be selfless! Welcome to Abnegation where you can enjoy shapeless clothes and bland food.

If you have ever wondered how stuff works and dared to ask a smart question - welcome to the EEEEvil Educated Erudites Exclusive Establishment! A set of complementary spectacles and a seat at the library are waiting for you!

You frown upon lying? Welcome to candid life of Candor. Enjoy your lie detector tests! Now there's only one answer you can give to the eternal question, "Does this make me look fat?" (and punched in the face you will be, no doubt.)

You are a tree-hugging (or people hugging) hippie? Amity, 'nuff said.

You are a near-suicidal borderline sociopath who loves jumping off moving trains and beat the crap out of people??? Heh-heh. You must be Brainless Dauntless. Enjoy your youth because you'll die young and in true Darwin Awards fashion.

Mas e se você for uma pessoa normal com mais de um traço de personalidade? E se você é um hippie apaixonado por jardinagem, que ajuda as velhinhas a atravessar a rua enquanto consegue recitar de verdade 34 dígitos decimais de pi ??????

ALERTA MÁXIMO!!!! VOCÊ É DIVERGENTE !!! O HORROR!!! VOCÊ É ALGUM ESPECIAL !!! PERIGO PARA A SOCIEDADE !!! CORRA E SE ESCONDA!!!!



É assim que deixamos as coisas em Divergente que, apesar de todas as suas falhas, era bastante divertido. Agora estamos passando para Insurgente onde ridículo domina a diversão em meio a nada acontecendo.

Começamos com nossa adorável heroína Tris, recentemente torturada e baleada no ombro, após o que ela perdeu bastante sangue - imediatamente pulando de trens e correndo como o invencível pequeno floco de neve especial que ela é. Quando ela não está desafiando as leis básicas da fisiologia humana, ela lamenta seu namorado Tobias, e tenta puxar o tradicional sacrifício de YA pelo bem do clichê do ente querido.Peripheral characters die left and right in this book - but Tris is not even slowed down by serious physical injuries. It's like she's Superman's long lost cousin.

And how exactly is she so badass? Is it her 'extensive' Dauntless training? I beg to differ.

After a few weeks of haphazard training in the Dauntless compound - the training that appeared to consist of teenagers pummeling each other into pulp, shooting guns and throwing knives without any real instructions, jumping from moving trains, and never actually having time to recover from physical injuries, and playing 'Capture the Flag' - Tris is, of course, a highly trained physical menace.

If that's what makes you so super-fit in this dystopian world, the rest of them must be so deconditioned they fall over from just walking.
Treinamento destemido: Esquerda: o que devemos acreditar que é. Direita: o que provavelmente parecia o tempo todo.

Sério, todo o treinamento aconteceu no livro anterior. Este realmente apresenta Tris como um durão realizado - novamente, depois de um mês ou mais de treinamento físico. Sério, livro?
-------
Tobias, aparentemente menos do que impressionado com o floco de neve especial de Tris, passa a maior parte deste livro fazendo beicinho para ela, gritando com ela, sendo mandão, condescendente, desdenhoso e cheio de padrões duplos. Enquanto isso, Tris passa bastante tempo desmaiando sobre ele, enquanto Nataliya gasta bastante tempo aperfeiçoando os exercícios de revirar os olhos (minha versão dos exercícios da Audácia, usando apenas os músculos dos olhos).


-------
E aqui está a pior coisa: em muitas, muitas e muitas páginas deste livro, não há muito significado. A sério.

O resto da história (as partes que não tratam do relacionamento de Tobias e Tris) consiste em situações artificiais, mas repetitivas, neste mundo ridiculamente construído que é completamente insustentável da maneira como é apresentado, lido como um garoto de 12 anos, escreveu. Vá para um novo complexo, encontre líderes estúpidos e egoístas / maus / conspiradores / fracos, participe de um confronto com os eruditos, encontre aqueles que têm preconceito contra você, assista a um personagem periférico morrer, faça algo nobre, faça algo nobre, faça algo imprudente, faça algo desinteressado, enxágüe, repita, passe 'Go', colete alguns pontos de angústia.



A maioria dos personagens secundários é tão subdesenvolvida e unilateral que a idéia do mundo em que as pessoas concordam em ser definidas apenas por uma única qualidade quase começa a fazer sentido - exceto que eu acho que é um planejamento menos deliberado do que uma má caracterização. Acrescente a isso o fato de que não há muita coisa neste livro para avançar significativamente a trama de qualquer maneira - e você vê como isso pode juuuuust um pouco frustrante.

E o final tão comentado? Eu achei (a) ridículo e (b) bastante previsível - Não falei tão longe no livro, pensando na única maneira possível de um mundo tão ilógico como este jamais existir. (e, com toda a honestidade, eu assisti o suficiente dos filmes de M. Night Shyamalan para chegar à conclusão de que é a Grande Revelação. Me chame de nerd? Bem, sim). Hey, but at least we get a mention of prefrontal cortex and mirror neurons in the context of pseudo-science of the Erudites here. Neuroscience Made Ridiculously Simple, huh? If things like that are what makes the Erudite seem smart, this world is screwed.A propósito: O que as pessoas inteligentes fizeram com Veronica Roth? Erudito = Mal fica chato rapidamente. Por que os "corajosos" são impressionantes - e todas as outras qualidades parecem muito inferiores? É porque a Grifinória de Harry Potter (outro universo que classificava as crianças pelo seu único traço de caráter) abrigava os corajosos? Será que as crianças de óculos (os estereotipados 'inteligentes') parecem alvos fáceis no parquinho? Vamos, Veronica Roth, crianças inteligentes são legais, oh-ok?


Pessoas inteligentes e legais. Veja - eu não estou brincando.

De qualquer forma, estrelas 2 - Eu me sinto generoso, pois me diverti muito procurando todas as imagens da Teoria do Big Bang para esta revisão. Ainda posso ler o terceiro porque, aparentemente, gosto de me torturar com livros dignos de olhos.
--------
A propósito, minha análise de 'Divergente' é bem aqui.
E minha revisão de o livro final da série, 'Allegiant', está aqui.
05/18/2020
Florri Kamph

People, I have discovered, are layers and layers of secrets. Hum, não querida. Você está pensando em outra coisa ... descrição Dos três livros, este livro é o filho do meio há muito negligenciado e provavelmente perturbado.

Não é tão divertido quanto o primeiro nem tão inteligente quanto o terceiro. Não contribui ou se destaca. Essencialmente, está lá, olhando para nós e querendo que percebamos.

O enredo": Tris & Co. são traídos, correm para uma nova facção, sugerem uma longa descrição da nova facção / vida da facção, Tris & Co. são traídos... corra para uma nova facção ... etc.

Literalmente, o livro inteiro é Tris correndo pelo mundo divergente. É como se Veronica passasse muito tempo projetando essas facções e não quisesse que o esforço fosse desperdiçado ... faça o grand tour.

Bem, não devo dizer que é tudo o que temos ... também temos gemas como esta: “Killing you is not the worst thing they can do to you," I say. "Controlling you is.”

descrição
Você poderia pular completamente este romance e não perder nada pelo terceiro. Oh espere. Eles usam o clássico "governo sabia de tudo e manipularam todas as coisas possíveis para obter esse resultado exato". Encantador.

Minha parte favorita? Quando Veronica Roth assumiu que éramos muito estúpidos para entender o título: Insurgent, he says. Noun. A person who acts in opposition to the established authority, who is not necessarily regarded as a belligerent.

descrição

Mind. Freaking. Blown.
Youtube | Blog | Instagram | Twitter | Snapchat @ miranda.reads

Leitura feliz!
05/18/2020
Krys Klickman

Come on, Insurgent,
What?
Insurgent,” he says. “Noun. A person who acts in opposition to the established authority, who is not necessarily regarded as a belligerent.” I look at Fernando. The last time I broke into a faction’s headquarters, I did it with a gun in my hand, and I left bodies behind me. I want this time to be different. I need this time to be different. “I like it,” I say.
Insurgent. It’s perfect.
Mais uma vez me vejo com visões contraditórias sobre um livro. Os livros intermediários geralmente são preenchidos com o design, a configuração e a transição para o próximo livro, então eu normalmente não esperava muito deles. Mas Divergente está longe de habitual. E os seus fim? Digamos apenas que a expectativa para o segundo livro foi muito alta.

Admito que havia tantas coisas que esqueci nesta série. Eu tive problemas para lembrar quem era quem, como a culpa de Tris por matar Will (Eu não me lembro de quem era Will). Para minha defesa, Divergente foi cegamente rápido e, com um intervalo de um ano entre os dois livros, é um pouco desorientador para o Insurgent entrar imediatamente em ação.

Os insurgentes começaram logo depois de onde o primeiro livro nos deixou - o assassinato de Will, a morte dos pais de Tris e a destruição de Dauntless and Abnegation, com Tris, Four, Marcus (Pai de quatro) e Peter, todos em fuga. Ele pega exatamente onde terminou - no trem.

A primeira parte da história já estava cheia de ação. E comparando a quantidade de ações deste livro à primeira? Melhor não, porque isso não dará uma pausa para o tempo limite. Há também um grande sentimento de desconforto e desconhecido. À medida que o livro avança, há eventos que me complicam e me confundem mais. Isso tornou o ritmo meio lento. Mas o pior foi eu continuar adivinhando qual é o coisa inimaginável-assustador fora da cerca que eles mantinham em segredo - o tempo todo. Eu realmente não consigo tirar isso da cabeça o tempo todo que estou lendo isso. É frustrante, tipo Tris-personagem irritante aqui.

O insurgente tem muitas brechas e um lado polido que, na minha opinião, não é tão perceptível se você também não deu maldição hora de criticar. Veronica escreve com uma heroína crível. Eu meio que odiava o personagem Tris aqui, mas ainda assim acreditável.

Eu ainda gosto deste livro e ainda super gosto dessa série. A mudança de marchas do final foi uma grande WHOA. E a outra coisa importante que eu realmente gosto é a -"Não tem drama triângulo amoroso"!
'Que'meus amigos, é uma grande vantagem para mim.
_______________________________________________

Postagem do blog de Veronica Roth sobre seu segundo livro:


INSURGENTE!

Este post realmente não seria completo sem uma definição de dicionário, então aqui está:

INSURGENTE. Origem:
1755-65; < Insurgente latino- (caule de insurgências ) particípio presente do insurgere: levantar-se, ascender, rebelar-se.

1. uma pessoa que se oponha à força da autoridade legal, especialmente uma pessoa que se envolve em resistência armada a um governo ou à execução de suas leis; rebelde.
2. membro de uma seção de um partido político que se revolta contra os métodos ou políticas do partido.
3. aquele que age contrariamente à liderança estabelecida (como partido, sindicato ou corporação política) ou suas decisões e políticas
4. (lei internacional) uma pessoa ou grupo que se revolta contra um governo ou autoridade estabelecida, mas cuja conduta não é beligerante

Nem todas essas definições são igualmente aplicáveis ​​ao livro - algumas são mais claras do que outras. Mas eu não vou te dizer quais ainda.

Agora tudo o que tenho a fazer é terminar! De volta à caverna dos escritores!


Agora, meus amigos, se você ainda não leu Divergente, desligue a tela danada e saia correndo de sua casa, compre esse livro e LEIA! AGORA!
Super amo o título! <3
_______________________________________________________
05/18/2020
Cecilla Brzozowski

AMD! Esse final! Bem, agora vou ter que passar os próximos dois livros junto com outros livros que estou lendo, então provavelmente vou desaparecer na névoa em algum lugar!

Eu amei este livro muito mais do que o primeiro livro. Eu seriamente vou ler isso de novo em algum momento porque acho que algo estava errado comigo. Eu realmente acho que tinha assistido o filme tantas vezes que parecia que eu estava assistindo novamente, só que não assistindo, e isso foi estranho. Quem sabe!!!

Seguindo em frente. . .

Este livro tinha muito mais a acontecer e alguém de quem realmente gostei morreu. Bem, poucas pessoas morreram nos dois livros que eu gostei, mas é assim que as coisas acontecem.

Vou ter dificuldade com os próximos livros, porque vi o spoiler de alguém sobre o que acontece com alguém, então isso foi uma chatice. Mas eu vou passar por isso.

Então, todas essas facções estão uma contra a outra agora com todas as coisas que foram publicadas no primeiro livro. Bem, alguns estão se reunindo para ir contra outros. Não consigo acompanhar todos eles. Só sei que gosto da Abnegação e gosto das boas pessoas da Audácia. Ah, e o povo da Amizade.

Acontece que Tobias é um homem muito importante por causa de seus pais. Eu ainda acho que ele é uma paixão digna =) Não por causa de seus pais, porque isso simplesmente apareceu na minha cabeça. Não pergunte.

Tris está andando por aí como algum tipo de robô. Isso me faz pensar, eu realmente me pergunto o que está acontecendo com ela. Eu sei que os Divergentes são diferentes, mas ainda assim, eu me pergunto se algo está acontecendo também.

Caleb, seu irmão é um idiota. Quero dizer, um minuto ele é isso e um minuto ele é isso, mas ele ainda está com eles. Ele é fácil de lavar o cérebro.

Veja, vou chegar ao final dos livros e o autor dirá que foi tudo um sonho ou algo estranho. Ninguém me diz!

E devo mencionar que estou apaixonado por essas capas de capa dura. Eu ainda tinha o plástico no conjunto de caixas até abri-los na semana passada e iniciá-los, então não fazia ideia. Normalmente não gosto dessas capas esquisitas e brilhantes, mas são incríveis. Eu não sei se é um tipo diferente de capa brilhante e eles são tão bonitos e grandes e SIM, EU ADMITIREI QUE EU ABRAÇOU E PEDIU-SE DIVERSAS VEZES! Você está feliz? Eu amo meus livros, não posso me ajudar.

Para a próxima e estou com medo = (
05/18/2020
Betteann Samide

descrição

''You're too important to just... die.''

Este livro foi extraordinário. Não é como o primeiro, mas um bem diferente. Um diferente que trará muitas emoções para você e definitivamente o conectará da primeira à última página.

descrição

I pout my lower lip for a second, but then I grin as the pieces come together. ''That's why you like me!'' I exclaim. ''Because you're not very nice either! It makes so much more sense now.''
Tris e Tobias têm essa química incrível que é impossível não ver. Eles pertencem um ao outro. Mas isso não significa que tudo é fácil para eles. De modo nenhum. Eles têm que enfrentar muitos obstáculos e aqueles que são bastante perigosos, mas eles nunca desistem um do outro? Não. O não. E eles nunca serão. Pelo menos, é o que espero, porque eles se tornaram um dos meus casais favoritos de todos os tempos.

descrição

Crying defies scientific explanation. Tears are only meant to lubricate the eyes. There is no real reason for tear glands to overproduce tears at the behest of emotion.
Existem algumas frases espirituosas nesta história. A escrita não é apenas ótima, mas também inteligente. Eu acho que essa autora será uma que ninguém jamais esquecerá, se ela continuar escrevendo histórias incríveis como essa. Eu poderia ter citado todo este livro, para ser sincero, já que todas as palavras escritas eram importantes para mim e as li com veemência, desejo de saber o que aconteceria a seguir.

descrição

Na verdade, existem muitos personagens neste livro que têm um papel único e outros que você não pode imaginar morrendo. No entanto, há um alto número de mortes nesta história. Não sei como isso vai soar para você, mas na verdade gosto de ver personagens morrerem nesse tipo de enredo. Não os principais, é claro que não, mas alguns que apenas contribuirão para tornar a história mais realista ou dar intensidade a algumas cenas específicas.

descrição

Admito que houve momentos em que as escolhas de Tris foram um pouco ... demais. E ela mente muito. Mas, ela tem suas razões e ela de fato aprende com seus erros. Definitivamente, não estou dizendo que o que ela faz é a coisa certa, mas ela apenas tem seus motivos e acreditava que poderia ter sucesso em tudo o que planejava ... então eu também fiz, de certa forma. Muito fortemente.
''What is wrong with you?'' I shake my head. ''Pull it together.''
And that's what it feels like: pulling the different parts of me up and in like a shoelace. I feel suffocated, but at least I feel strong.
Eu não posso recomendar esta série altamente o suficiente. Vale a pena. Na verdade, vale a pena deixar de lado o que você está lendo no momento e começar esta história emocionante, bem desenvolvida, escrita e única.

descrição
05/18/2020
Demb Franzone

Insurgente (Divergente # 2), Veronica Roth
Insurgent é um romance de ficção científica de 2012 para adultos jovens da romancista americana Veronica Roth e o segundo livro da trilogia Divergente. Como sequência do best-seller Divergent de 2011, continua a história de Tris Prior e a versão pós-apocalíptica distópica de Chicago. Após os eventos do romance anterior, uma guerra agora aparece à medida que o conflito entre as facções e suas ideologias aumenta. Enquanto tenta salvar as pessoas que ela ama, Tris enfrenta questões de luto, perdão, identidade, lealdade, política e amor.
عنوانها: یاغی کتاب دوم از سه گانه ناهمتا; شورشی کتاب دوم از سه گانه سنت شکن; نویسنده: ورونیکا راث; تاریخ نخستین خوانش: روز بیست و ششم ماه جولای سال 2016 میلادی
عنوان: یاغی کتاب دوم از سه گانه ناهمتا ؛ نویسنده: ورونیکا راث مترجم: امیرمهدی عاطفی نیا م مشالت
عنوان: شورشی کتاب دوم از سه گانه سنت شکن; نویسنده: ورونیکا راث; مترجم: هدیه منصورکیایی; مشخصات نشر: تهران, نوروز هنر, 1393, 413 در ص شابک,: 9789647109567;
کتاب نخست از این مجموعه با عنوانهای: ناهمتا, سنت شکن; از نشر درآمده است; و کتاب سومش نیز با عنوان: «هم پیمان» لباس نشر در زبان پارسایی پوشیده; همین کتاب از سه گانه نیز, با عنوانهای: «یاغی» و «شورشی» چاپ شده; در آینده پس از جنگ جهانگیر, جامعه ی شهر شیکاگو به پنج فرقه ی جداگانه تقسیم شده, که هر یک از فرقه ها از یک فضیلت ویژه ی انسانی حمایت میکنند. نام فرقه‌ ها: فداکاری, صلح طلبی, صداقت, شجاعت, دانش هستند. هر سال در یک روز مشخص, همه ی نوجوانان شانزده ساله, بایستی در آزمون استعداد سنجی شرکت کنند; تا بدون توجه به فرقه ای که در آن به دنیا آمده اند, تصمیم بگیرند که باقی عمر خویش را, در کدامیک از پنج فرقه سپری کنند . «بئاتریس پرایر» شانزده ساله عضو خانواده‌ ای از فرقه فداکاری ست ، اما خصلت از خودگذشتکی هرات ادوانت سرات والستاريات استاکی سالستاريات انترات بالات بالهات مارات مارات مارات والتازرية. وی تحت تاثیر محیطی که به او ششر آورده ، احساس می‌کند که به آن‌جا تعلق ندارد. بئاتریس در آزمون استعدادسنجی شرکت می‌کند ، ولی نتایج آزمونش شگفت‌ انگیز است. وی با تمام ورودیهای دیگر یک فرق اساسی دارد; چون یک ناهمتا یا همان سنت شکن است, و این موضوع میتواند زندگی خود و اطرافیانش را تحت تأثیر قرار دهد و خطرناک باشد و باقی خیال نگارگر خیال است که نگاشته و باید خواند; ا. شربیانی
05/18/2020
Tran Hudkins

espere, então o livro três será lançado em breve, certo? DIREITA???

os segundos livros são sempre difíceis, particularmente o livro do meio de uma trilogia. tantas vezes, eles simplesmente funcionam como material de enchimento - aderindo o início de uma história à sua conclusão com viscosidade desnecessária. a maioria das trilogias provavelmente deveria ser apenas duologia, você me pergunta.

sempre há exceções: a trilogia da fronteira, trilogia do caos - onde o livro do meio é realmente o mais forte, e livros como o de kjaerstad trilogia de jonas wergeland, onde cada livro é uma jóia luminosa perfeita. mas geralmente, o segundo livro o decepcionará.

e este NÃO é um livro ruim. minhas expectativas eram muito, muito altas.

eu amei divergente. amei. e isso apesar de ter uma das premissas mais ridículas que encontrei na ficção científica. mas isso não afetou nem um pouco o gosto pelo livro, porque a escrita dela era tão notável e o ritmo era tão ofuscantemente rápido que mal tive tempo de registrar a bobagem. e no final, quando parei para pensar: "uau, existem alguns fundamentos ridículos para essa história", isso não importava, porque eu passara momentos maravilhosos lendo esse livro.

este livro é uma história muito mais lenta e deliberada, com mais desenvolvimento de caráter psicológico que diminui o ritmo apenas o suficiente para realmente destacar suas fraquezas.

os pontos fortes:

tris é um personagem fantástico. Eu realmente a amo. ela é dura, tola, obstinada, capaz e atlética, sem perder sua feminilidade. ela é completamente crível. e mesmo que ela se perca na cabeça por grande parte deste livro, e isso possa ser realmente frustrante, também é muito crível. quero dizer, com tudo o que aconteceu com ela e com os que a rodeiam, acho que dar-lhe um pouco de tempo para lamentar e se afogar é completamente razoável. Fico feliz que ela não se recupere depois de tudo e que isso afeta seu relacionamento com quatro e outras pessoas ao seu redor. o realismo é apreciado.

e seu relacionamento com quatro é so agradavelmente real. este é um tratamento muito maduro de um relacionamento que não é cegado pela necessidade ou ilusões da perfeição dos outros. Fiquei realmente tocado por eles, se você quer saber a verdade. cada um tem sua própria merda, e grande parte deste livro os encontra lidando com essa merda de forma independente, mas continuam acreditando um no outro e na força de seu vínculo. Eu amo as expectativas dele. ele nunca tenta protegê-la ou protegê-la porque ela é uma personagem capaz, mesmo com todas as suas fragilidades humanas. ela nunca precisa ser encurralada, mesmo quando duvida de si mesma.

meu maior problema eram apenas as facções. Eu pensei que eles eram bobos no primeiro livro - essas designações muito limitantes, onde todos são uma das cinco maneiras com muito pouco desvio. boba. esse ficou um pouco mais tolo, com pessoas deixando facções e se escondendo em outras facções, e se misturando com outras facções no santuário, e fiquei um pouco confusa tentando lembrar quem está usando qual cor e o que isso significa e quem está cruzando e usando um disfarce e ninguém pode dizer porque está usando vermelho, então todo o resto é esquecido ... achei difícil acreditar no mundo construído, mesmo que ela consiga dar detalhes suficientes para que possa ser aceito como "o mundo deles, não o nosso mundo". suspenda sua descrença e você ficará bem.

Você deveria ler este livro. Você sabe que você quer. apenas saiba que é um volume mais meditativo. há muita ação (oh, garoto, existe alguma vez!), mas, no geral, é um estudo mais calmo e aprofundado do mundo de tris e da maneira como isso afeta a população.

leia para tris, se nada mais.

venha para o meu blog!
05/18/2020
Kerk Fritzler

Fiquei feliz por ter decidido continuar a série de livros!


UMA DISTÓPIA PREDOMINADA DOOMADA

Eles cometeram erros, é claro, mas eles gostam de todos os outros, são uma mistura de bom e ruim.

Comentei na minha resenha do primeiro livro, Divergente, que a distopia apresentada na história estava fadada ao fracasso por si só, e não foi nenhum choque que aconteceu, mesmo devido a muitas das observações que fiz. Então, eu não te conheço, mas acho que tudo fazia parte do plano ...

... bem, não é o plano deles, é claro ...

... mas o plano da autora, Veronica Roth ...

... agora estou percebendo que ela fez tudo isso intencionalmente e, nesse caso, está funcionando maravilhosamente!


AINDA AS MESMAS FACÇÕES E ALGUMAS COISAS ESTRANHAS AQUI

Sempre há algo a aprender, sempre algo que é importante entender.

Como comentei no meu comentário anterior ...

... Amizade e sinceridade ainda são um bando de covardes e covardes (mas, como em qualquer coisa, há algumas exceções) ...

... Erudita ainda deveria ser mais inteligente para perceber o quão defeituoso era esse sistema da sociedade (mas surpreendente o suficiente, enquanto os supostos "vilões", eles eram como a única facção que se esforça para manter o sistema atual (por métodos questionáveis, mas ainda). ..

... A abnegação ainda é um bando de hipócritas, e definitivamente é uma das facções que sofrerão a pior parte nesta guerra ...

... e Dauntless ainda é um monte de trens em movimento pulando psicopatas (e agora os peões favoritos de todos) ...

Enquanto eu digo que Veronica Roth deve fazer tudo de acordo com algum plano secreto próprio, ainda existem alguns elementos estranhos na narrativa ...

... como diabos um carro levou uma hora para chegar à sede da amizade a partir do centro da cidade? Não havia tráfego! Não acredito que essa cidade possa ser tão grande que precise de uma hora para chegar a um complexo nos limites das cercas ...

... como é que toda casa da Abnegação tem a mesma estrutura interna? Até agora, parece, eles tomaram uma cidade já construída e a tomaram como seu próprio lugar para morar. A prova está em comentários como o Candor Mart, a Roda-Gigante e outros prédios, por isso é realmente estranho que, de repente, o pessoal da Abnegação tenha casas familiares idênticas ...

... como diabos os Factionless têm casas seguras ?! Dauntless (mesmo antes da merda bater no ventilador) estava dormindo? Os Destemor devem estar patrulhando toda a cidade e protegendo edifícios não ocupados, e mesmo assim, os Destemidos devem estar contidos em um setor sem opção de sair das áreas designadas. Agora, os Factionless não apenas receberam comida e roupas de graça, mas também podem percorrer a cidade inteira sem supervisão? Este sistema distópico é sempre mais burro e mais burro ...

... houve um comentário estranho em algum momento dizendo que "Josué" não era um nome de abnegação. Mmh. Olá! Transferências! Como diabos deveria existir nomes típicos em qualquer facção se eles continuam transferindo muito para outras facções?


A ESTRADA SOLITÁRIA DE UM HERÓI (INE)

Você é o melhor cão de ataque que eles têm.

Tris ainda não consegue pensar em um mundo sem o sistema distópico de que é sua realidade desde que nasceu.

Uma coisa curiosa é que neste segundo livro, Insurgente, a história começa exatamente onde o primeiro livro terminou, não há deslocamento de tempo, então Tris ainda está com os ferimentos sofridos durante os eventos do primeiro livro e sem tempo para curar, ela terá que lidar com isso.

Tris será testada em sua crença sobre o sistema da sociedade, mas também em seu desejo de conhecer a verdade por trás dele.

No entanto, ela pode não estar preparada para os sacrifícios que isso significará.

Suas lealdades em todos os níveis e campos serão testadas ao máximo.

E em alguns momentos, ela se sentirá tão sozinha, mas ela pode encontrar aliados nos lugares mais improváveis.


A VERDADE TE LIBERTARÁ

A verdade tem uma maneira de mudar os planos de uma pessoa.

Neste livro, os segredos mais íntimos de Tris e Four serão revelados, e nada mais será o mesmo, mas eles também verão como, embora mais fracos e expostos, possam estar à primeira vista, agora com suas vergonhas mais pessoais conhecido por todos, agora eles são apenas mais fortes e até seus inimigos não serão capazes de apertar seus botões com tanta facilidade agora.


COISA ENGRAÇADA CHAMADA AMOR

E, às vezes, se você quer a verdade, precisa exigi-la.

O romance entre Tris e Four é gerenciado de maneira excelente, já que Four não é o cara perfeito e ele cometerá alguns erros e será contraditório em algumas de suas ações, e Tris não terá medo de apontar tudo isso. .

Eu acho que todo esse conflito torna muito mais interessante e real o relacionamento amoroso deles sem cair em romances saturados de clichês.


FORTITUDE EM PERSONAGENS

A crueldade não torna uma pessoa desonesta, da mesma forma que a bravura não torna uma pessoa gentil.

Comentei no primeiro livro, que a interação e a riqueza do personagem eram um dos pontos positivos mais fortes da narrativa, e aqui, no segundo livro, isso ainda é o mesmo para o bem.

Os personagens têm profundidade, e às vezes são tão complexos que é impossível saber o que eles farão ou por que estão fazendo.

A interação dos personagens é rica e com reviravoltas surpreendentes nos momentos menos esperados.

Uma coisa é certa: depois disso, nada mais será o mesmo na história.









05/18/2020
Telfer Troxel

Ugggh. Eu gostaria que Tobias passasse pelas quatro. Ou Toby! Isso também seria bom: D



. . . A CAPA.


Estou tão excitado por este livro!

****** EDITAR APÓS LEITURA *******

Eu acho que minha emoção diminuiu um pouco lol: P Mas ainda era muito bom, mesmo que eu a tenha lido dois anos após o primeiro: P
05/18/2020
Magdau Brent

Minha impressão geral de Insurgente é principalmente bipolar - por um lado, acredito que essa foi a única sequência possível de Divergente. Por outro lado, sinto-me quase enganado pelo que se tornou uma das minhas heroínas e séries favoritas da AA. O último é o mais dominante dos dois e, portanto, a baixa classificação.

Em primeiro lugar, o corajoso e doce Tris por quem me apaixonei Divergente é substituído por uma heroína angustiada em Insurgente quem é um completo ESTRANHO para mim. O que aconteceu com meu bebê precioso ?? Eu percebo assassinato e guerra e as obras têm um grande impacto na personalidade das pessoas, e posso compreender A angústia e a depressão de Tris, mas deixando influenciar tudo o que ela faz, até o ponto em que ela está fazendo erupção cutânea, descuidada e egoísta decisões e empurrar todo mundo que se importa com ela - isso simplesmente não fica bem comigo. Eu seriamente esperava mais dela.

Em segundo lugar, tive que me forçar a terminar isso. O enredo não era chato, mas como eu estava tão intrigado com o comportamento dos personagens, não consegui ler isso em duas sessões, como eu fiz Divergente, e não tinha nada a ver com falta de tempo livre. Embora eu admita que houve quase tantos momentos "OMG-WTF-que-aconteceu" em Insurgente como havia em Divergente, mas onde fiquei impressionado com eles no primeiro livro, fiquei bastante desagradável por eles neste.

Outra coisa que eu absolutamente não gostei? Como quatro (eu recusar chamá-lo de Tobias) nunca pareceu entender Tris e que ela precisava de amor e gentileza depois de passar por tudo o que fazia, não de alguém para continuar empurrando-a ao limite. Depois de testemunhar a química e a conexão natural entre os dois Divergente e como Roth prometeu que não haveria um triângulo amoroso, eu tinha certeza de que Tris e Four se tornariam um dos meus casais mais favoritos em YA, depois que eles realmente se encontrassem. Mas enquanto houve alguns momentos melosos, eles foram superados em número pelos momentos em que eu realmente me encolhi por quão grosseiramente Four lidou com Tris.

Ainda assim, espero que tudo o que precede seja apenas porque este foi o segundo livro e Roth está economizando todo o grande desenvolvimento de relacionamento e intrigas para o próximo e último livro, porque, caso contrário, estou muito, muito decepcionado com o que aconteceu com um dos meus lançamentos mais esperados do ano.

Para mais críticas, visite o meu blog.
05/18/2020
Karrie Cochran

Mais como 3.5 para mim ...

Eu não gostei deste livro tanto quanto o primeiro (e não que eu gostei do primeiro tanto assim). Veja bem, em Divergente eu amei toda a parte da história quando Tris estava tentando ganhar uma vaga em Dauntless, foi incrível de ler. Mas quando toda a rebelião / revolução / o que quer que tenha começado, o livro foi direto para mim, e Insurgente é tudo sobre isso! E Tris, Deus, ela se tornou insuportável! Sempre deprimida, sempre tendo desejos imprudentes, mentindo para Four, e ela nem consegue mais segurar uma arma. Quero dizer, eu tentei entendê-la, acho que seria pior se tivesse sofrido as coisas que ela tem, mas às vezes ela era chata de ler. Gostei mais de Tris no primeiro livro.

Além disso, o final me deixou confusa, mas acho que esse era o ponto.
05/18/2020
Urbanus Marecz


Se eu achava que o último livro me deixava com muitas perguntas, este me deixava com ainda mais. sdrftgbhjnkm. Eu gostaria de poder sentar uma tarde e ler este livro de uma só vez, mas estava muito ocupado, mas sempre que começava a ler, não queria parar, mas infelizmente algo sempre atrapalhava.
Minhas opiniões sobre coisas diferentes ao longo do livro continuavam mudando, e agora que está pronto, não consigo entender o que sinto sobre a maioria das coisas.
Uma coisa eu sei com certeza, ainda prefiro o nome 'Quatro' do que 'Tobias', apesar de ter o livro inteiro para tentar me acostumar.
05/18/2020
Sonstrom Kingery

Oh sim. É incrível . . . e ainda melhor que o primeiro.



05/18/2020
Dory Stallsmith

3.5 estrelas - Uau, que fim! No geral, um livro muito bom, mas cara, isso foi irritante!



Antes de mais nada, eu AMEI AMEI AMAMOS Divergentes. Mas não gostei muito de Tris ou Four neste livro. Eu não me lembro de Tris ser uma vadia, e eu entendo que ela é Audácia agora, e ela passou por muita coisa, mas ela é tão má. E Four tem mais mudanças de humor do que uma garota - especialmente para alguém que era tão estóico, não em sentimentos reais, mas em exibição de sentimentos, no primeiro livro. Os dois me fizeram querer sacudi-los - e não da maneira "você me frustra tanto que me deixa quente". Não, eles me deixaram com raiva do "por que você continua tentando brigar um com o outro" e "por que vocês dois insistem em agir tão estúpido!"

Quanto ao enredo em si. Começou um pouco devagar, e foi um pouco confuso à medida que se deslocavam de facção em facção - não porque eu não entendesse o que estava acontecendo, mas porque não conseguia ver como as coisas iam acontecer em todo o esquema. das coisas. A ação real realmente não acontece até muito mais tarde, e eu pensei que o final era meio alucinante, porque NÃO era o que eu estava esperando.

Colocando minhas frustrações com Tris de lado, gostei de como o livro mostrava os diferentes lados dela - provando que ela é uma verdadeira divergente, mas ainda não entendo algumas coisas como o papel dos divergentes em como eles devem ajudar magoei a "missão?" Acho que isso ficará para o livro 3.

No geral, era um bom livro, mas não tão bom quanto o primeiro, porque eu sentia que muita coisa estava acontecendo e fiquei com tantas perguntas no final. Sei que está tentando levar os leitores ao Livro 3, mas esperava que mais houvesse sido preenchido ao longo do caminho.
05/18/2020
Neu Ditter

Não consigo digitar corretamente devido a uma quantidade extrema de emoção que está passando por mim no momento. Também estou profundamente irritado pelo fato de não haver mais de 5 estrelas para preencher. Sinto algo como isto:
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket

Vou tentar postar uma crítica real no meu blog ... depois que eu superar minha fangirling e aquele sentimento horrível de tristeza que está associado ao fato de eu ter acabado de perceber que Four não é real e nunca me tornarei uma Audácia e casar com ele.
Photobucket
A vida real é uma merda. Principalmente.



(Revisão anterior antes de lê-lo)
Photobucket

Super animado - o Insurgente está quase fora !! Eu estava lendo os primeiros capítulos lançados ontem e me senti contente, e fiquei ali pensando:
Photobucket

Claro, eu estou lendo principalmente para o Four (haha, muito engraçado que rima):
Photobucket Photobucket Photobucket

Mas, é claro, as pessoas só precisam chover no meu desfile e dizer: "Você sabe que Four e Tris não vão durar!"
Photobucket
Photobucket

Escute caras: Quatro + Tris = Fourtris. Como uma FORTRESS. Já tentou derrubar um desses? Uh uh - acho que não!

Vou parar agora e voltar a contar os segundos até colocar minhas mãos em uma cópia do Insurgent!
Photobucket
05/18/2020
Balbinder Decio

Hmm ... Eu me pergunto o que acontecerá com Peter. Ele se tornará uma pessoa melhor ou permanecerá um buraco?

EDITAR

Antes de mais nada, eu NÃO sou uma daquelas pessoas que atribuem 5 estrelas a todos os malditos livros que lêem (obviamente), por isso não darei 5 estrelas ao Insurgent apenas porque o Divergent foi ótimo. Isso não basta. Eu sei que todos os meus amigos dirão que eu sou louco por não gostar deste livro, mas depois de ler livros por tantos anos, simplesmente não consigo suportar certas coisas.

Eu entendo que alguns personagens precisam morrer em romances distópicos, mas houve muita morte aqui. Charley Davidson (Primeira sepultura à direita) terá as mãos cheias.

Eu estava completamente apaixonada por Divergent e mal podia esperar para ver o que acontecerá a seguir. Mas depois de meses de tortura, fiquei muito bocejando e revirando os olhos. Tris era um MC tão frustrado. O tipo de MC de Elena Gilbert - ela é sempre altruísta, tenta fazer a coisa certa o tempo todo. Agora estou pensando que provavelmente nunca gostei muito de Tris. A melhor coisa sobre Divergent foi a própria história. Os insurgentes tiveram muita ação, mas pareciam meio secos. Não teve essa faísca - o pensamento que me deixou viciado em primeiro lugar. Eu disse a mesma coisa na minha revisão de lenda. Além disso, o chamado cliffhanger era risível. É mesmo um penhasco? Não sei, não me importo.

Como avaliar isso? Eu não faço ideia. No final, não foi ruim, mas preciso lembrar no futuro para não esperar milagres dos autores. Mais uma coisa, eu tenho uma grande queda por Peter. Eu gosto dele porque ele é um bastardo, o que provavelmente me faz uma pessoa má. Só não ligo, quero aquele filho da mãe retorcido.

05/18/2020
Gleason Khalig

“As pessoas, eu descobri, são camadas e camadas de segredos. Você acredita que os conhece, que os entende, mas os motivos deles estão sempre escondidos de você, enterrados em seus próprios corações. Você nunca os conhecerá, mas às vezes decide confiar neles.

Muito melhor que o primeiro! As facções são tão detalhadas que vemos personagens arredondados com inúmeras falhas e características.

Adorei o desenvolvimento do personagem de Tris, ela aprendeu e mudou da maneira como estava no livro 1 e seu relacionamento com Tobias é favorável e saudável.

Quando a guerra começa entre as facções e o erudito começa a usar simulações para controlar a mente dos outros, é hora de agir. Os divergentes estão sendo caçados e estudados - mas por quê? E qual é essa informação que Erudita supostamente roubou da Abnegação?

Cheio de ação, voltas e mais voltas. Essa foi uma grande melhoria no livro 1 e estou animado para ver como a trilogia terminará.

"Insurgente", diz ele. "Substantivo. Uma pessoa que age em oposição à autoridade estabelecida. ”
05/18/2020
Maleki Ballreich

Aviso: esta revisão provavelmente conterá cinco bilhões de spoilers (mais ou menos). E provavelmente não vou encobri-los nem nada, porque ... simplesmente não quero. Portanto, se você está evitando spoilers deste livro como a praga, provavelmente deveria ir embora.

Tudo bem agora. Aqui vamos nós.

Deixe-me começar dizendo, eu realmente gostei Divergente. Não foi a coisa mais fantástica ou original que eu já li, mas foi uma leitura divertida. Foi emocionante, teve um romance fofo e assim por diante. Eu li a coisa toda em apenas algumas sessões.

Encontrei Insurgente ser muito mais entediante de passar. Enquanto o primeiro livro me mantinha viciado e parecia passar rapidamente, esse livro parecia se arrastar por séculos. Isso não quer dizer que não gostei - porque gostei. Eu simplesmente não acho que era tão forte quanto Divergente. É claro que os livros do meio de uma série tendem a ser os piores, e como o final deste livro criou muitas idéias interessantes, ainda estou ansioso pelo terceiro livro.

Enfim, acho que vou começar com as coisas que não gostei e depois continuar com as coisas que gostei.

O comprimento:

Foi só muito tempo. Mais de 500 páginas, e provavelmente havia apenas três ou mais pequenas seções que realmente prenderam minha atenção. Muito do livro consistia em personagens essencialmente esperando que as coisas acontecessem, tendo conversas que duravam muitas páginas, etc. Eu diria que provavelmente mais ou menos 200 páginas poderiam ter sido editadas. Havia muita confusão desnecessária entre eventos importantes, e isso me fazia sentir bastante impaciente. Chegou ao ponto em que eu queria pular e atirar na parede por tédio. Como Sherlock!



Tris:

Tris. Somente. Tris.

Gostei bastante dela no primeiro livro. E mesmo que ela tenha tido seus momentos legais neste livro ... por tudo que ela começou a me dar nos nervos. Acho que disse na minha resenha do primeiro livro que ela não era uma Mary Sue. Mas, depois de ler este livro, retiro-o. Porque ela era totalmente Mary Sue-ish nessa.

Primeiro de tudo, havia o seu constante gemido sobre como ela matou Will. Uma característica clássica de Mary Sue é agonizar por algo que você fez no passado, mesmo que não tenha sido realmente sua culpa. Afinal, ela atirou em Will por autodefesa - e Veronica Roth parece aproveitar todas as oportunidades para tentar justificar por que Tris atirou em Will, por que ela não tinha outra opção (mesmo que ela pudesse ter dado um tiro no braço) ou algo em vez da cabeça, mas ... tudo bem). No entanto, não importa como as pessoas tentem convencê-la, Tris não pode parar de reclamar sobre o quão culpada e horrível ela é. E sim, eu sei que deve ser uma sensação terrível ter atingido seu amigo sem uma boa razão. Mas, o leitor não precisa ser lembrado a cada cinco segundos. Sim, todos nos sentimos mal por você. Acho que já estabelecemos isso. Em algum momento, eu apenas senti como:



E para torná-lo ainda mais irritante, acho que Christina perdoou seu caminho com muita facilidade. Quero dizer, ela acabou de ver como as pessoas agiram sob a simulação e ela ficou tipo: "Oh, foi assim que Will agiu? Bem, acho que foi bom Tris dar um tiro na cabeça dele, afinal!" Apenas ... Não. Tris ainda poderia ter parado Will apenas atirando nele no braço ou na perna ou qualquer parte dele que não era sua cabeça. Eu entendo que ela estava agindo por impulso, mas certamente ela poderia ter pensado direito por um segundo e dito para si mesma: "Porque ele é meu amigo, eu deveria pelo menos tentar para não matá-lo. "Sim, eu entendi Christina perdoando Tris eventualmente ... mas deveria ter envolvido mais esforço da parte de Tris. Quero dizer, Tris realmente não fez nada para ganhar o perdão de Christina. Ela matou o namorado de Christina, mentiu. e não disse a verdade a Christina até que ela foi literalmente forçada a sair dela na frente de um grande grupo de pessoas.Em minha opinião, foi uma espécie de fuga.

Em segundo lugar, Tris se tornou o tipo de auto-sacrifício - você sabe, o tipo de protagonista que sempre está facilmente disposto a se matar para salvar todos os outros. E claro, isso é ótimo e tudo, mas sempre tenho dificuldade em acreditar nesse tipo de coisa. Sim, é compreensível que alguém possa se sacrificar para salvar alguém que ama, mas ainda é uma decisão difícil. Mas, neste caso, meio que parecia,

PESSOA MAL: Então, quem quer morrer?

TRIS:



Ela continuava querendo morrer para salvar todos os outros - mas então, no último segundo, ela mudava de idéia, e então outra pessoa teria que vir e salvar sua bunda. Apenas ... gah.

Meu último problema com Tris ... bem, não tenho certeza se a culpa é de sua personagem ou de Veronica Roth. Mas havia tantas coisinhas que Tris disse / pensou que me atrapalhavam. Essas eram coisas sutis, que eu provavelmente nem notaria se estivesse lendo rapidamente - e provavelmente Roth nem pretendia que fossem ofensivas -, mas pareciam um pouco descuidadas e sem consideração.

Por exemplo, Tris fez algumas observações sobre como Johanna "teria sido bonita se não fosse a cicatriz gigante no rosto". Umm. Então, as pessoas não podem ser bonitas se tiverem cicatrizes no rosto? Claro, essa era apenas uma pequena frase, mas poderia ser emocionalmente prejudicial se, digamos, alguém com uma cicatriz no rosto estivesse lendo. Eles provavelmente ficariam tipo "Puxa, obrigada". Embora eu não esteja tão zangado com este, já que mais tarde no livro Tris disse algo como: "Bem, na verdade eu percebi que Johanna não é bonita apesar de sua cicatriz, mas com a cicatriz dela. "Então, tudo bem Veronica. Vou deixar essa deslizar.

Então, Tris também fez um comentário sobre Lynn que realmente me incomodou. Ela fez essa observação sobre como, por baixo de suas roupas folgadas, "o corpo de Lynn se dobra e se curva da maneira que deveria". Eu era como ... Com licença? Suposto? Isso implica que existe uma maneira única de todos os corpos femininos serem suposto olhar? Não entendo por que Roth não poderia apenas descrever Lynn como sendo "magra" ou algo assim. Mas, nesse caso, sua escolha de palavras era apenas ofensiva.

Mas acho que o que mais me incomodou foi a resposta de Tris quando Peter salvou a vida dela. Ele trabalha tão duro e passa por toda essa merda louca para salvá-la, e então a) ela não é grata o suficiente eb) ela chega ao ponto de criticá-lo pela razão ele a salvou. Porque basicamente, o que ele diz é que ele sentiu que "a devia" pela última vez que ela salvou sua vida. E então, como um parágrafo, ela discute como "não pode imaginar pensar assim" e como você deve "salvar alguém porque você os ama e não porque sente que deve algo a eles".

E eu sou como,



Quero dizer, bondade Tris! Ele não teve que salvar sua vida, você sabe. Ele poderia ter deixado Jeanine te matar e seguir seu caminho alegre. Mas você só vai ficar sentado e ficar com raiva dele porque ele não salvou você por amor? Oy vey.

Então sim. Basicamente, Tris se tornou bastante desagradável. Com sua constante angústia, natureza abnegada e desnecessárias críticas de outras pessoas, comecei a perder a simpatia por ela.

Tobias / Quatro:

Mais uma vez ... um personagem que gostei no primeiro livro. E agora, eu me cansei dele. Eu acho que ele era mais atraente em Divergente porque ele era todo misterioso, secreto e outros enfeites. Mas parecia que agora, parece menos que ele tem segredos interessantes a esconder e mais que ele não é tão profundo quanto um personagem. Eu acho que partes da história dele são interessantes - como ele trocou de facção para escapar do pai, esse tipo de coisa. Mas, caso contrário, não acho que ele seja particularmente agradável.

Acho que realmente comecei a não gostar dele quando ele começou a espancar Marcus na frente de todos. Realmente, a coisa toda me pareceu um pouco ridícula.

Primeiro, havia todo mundo constantemente chamando-o de covarde por fugir de sua facção. E foi assim, literalmente, a única coisa que as pessoas estavam fazendo para assediá-lo. Era como "HO HO HO, TOBIAS É UMA GALINHA!"



E ele é como, "Eu sei uma solução lógica para isso! Vou bater no meu pai na frente de todos para mostrar o quanto eu sou foda!" E eu sou como, "Gah, nãooooo Tobias. Apenas ... não." Entendo que ele escolheu Dauntless, e que ser chamado de "covarde" quando você é Dauntless é um enorme insulto e tudo. Mas sério, ele tem 18 anos? Ele é adulto. Eu acho que ele poderia ser maduro o suficiente para ignorar as pessoas até que seus insultos desaparecessem. Eu pensei que sua resposta à situação era fraca e isso me fez perder um pouco de respeito por ele.

Mas havia também a maneira como ele tratava Tris. Eu não gostei disso. Um segundo ele estaria em cima dela, beijando-a e dizendo como ela é maravilhosa. E no segundo seguinte, ele estaria descontando toda a sua raiva nela e dizendo que ela era estúpida, covarde e outros enfeites. Era como se ele estivesse guiando-a totalmente e depois afastando-a novamente, e ficou muito irritante.

No entanto, Tris ainda está obcecado por ele. E então ela diz a ele que o ama, e sua resposta é: "Diga de novo".

Uhhhh. Desculpa, o que?



Quero dizer, claro, depois que ela repete, ele dá a resposta normal "eu também te amo". Mas ainda ... O que? Dizer a alguém que você os ama é um grande problema. E mandar repetir isso parece desnecessariamente exigente e rude. Você deveria estar agradecido por essa pessoa ter coragem de confessar seu amor por você. Você não deveria ser assim:



* Balança a cabeça * Bem, de qualquer maneira ... seguindo em frente.

A "reviravolta chocante":

- OMG BIG SPOILER ABAIXO -

E com isso quero dizer, a coisa toda em que Caleb acabou trabalhando para Jeanine. Este é um dos meus maiores ódios de estimação. Eu odeio quando um personagem aparentemente normal se vira de repente como, "BWAHAHA. ESTOU EEEVILLL".



Eu apenas acho que é um truque barato. Se houver alguma dica sobre isso ... tudo bem, isso torna um pouco melhor. Mas se ele não tem muito prefácio ou justificativa, e o autor está fazendo isso apenas pelo fator de choque, isso tende a me irritar. Eu acho que é tudo o que tenho a dizer sobre o assunto.

BEM AGORA. Acho que agora provavelmente seria um bom momento para explicar as coisas que eu gostava.

Alguns dos caracteres secundários:

Isso pode parecer uma coisa idiota, mas realmente. Havia muitos personagens que eu gostaria de ver como protagonistas, em vez de Tris e Tobias. Como Lynn, por exemplo. Ou Urias. Eles apenas pareciam mais interessantes. Enquanto os personagens principais ficaram um pouco chatos, eu pensei que Veronica Roth fez um bom trabalho com personagens secundários e eu gostaria que ela tivesse feito mais com eles.

Lynn especialmente. Ok, sério, eu estava lendo este livro como "La di da, gostaria de saber se haverá algum personagem LGBTQ!" Porque eu gosto de caracteres LGBTQ. E então, literalmente, Lynn confessou que era lésbica (bem, ou bissexual possivelmente) e depois morreu. Como, "Oh, oi pessoal! Eu sou gay! .... * Morra *"



Parecia um pouco coxo. Como Veronica Roth era como, "Oh, olhe, eu fiz um personagem gay! Estou criando uma diversidade de personagens! LOL Mas eu não vou totalmente explorar essa questão, então só vou ceder e matá-la .. . "* Suspiro * Ah, sim, essa seção não deveria ser sobre coisas que eu gosto? Bem, gostei de Lynn. Essa é a questão. Eu só queria que ela não tivesse morrido.

A construção do mundo:

Eu pensei que havia uma falta decepcionante de construção de mundo em Divergentee acho que melhorou em Insurgente. A ideia das simulações é legal (embora eu não tenha certeza se é cientificamente possível, mas tudo bem). Especificamente, acho que a ideia de paisagens de medo é bastante interessante. Particularmente a maneira como Tobias interage com o dele, como ele o verifica regularmente para ver se alguma coisa mudou. É como um tipo muito intenso de meditação ou algo assim. Por mais estranho que pareça, eu meio que gostaria de poder ver minha própria paisagem de medo. Com certeza, seria realmente horrível, mas também me forçaria a enfrentar meus medos e aprender a conquistá-los ou o que quer. E isso seria bem legal. Então sim, acho que é uma ideia instigante.

Também estou feliz que Roth tenha estabelecido mais claramente por que esse mundo distópico existe e o que está acontecendo fora dele. Isso foi algo que realmente me incomodou no primeiro livro (e o que me incomoda em muitos livros distópicos, na verdade) - onde eu fico tipo: "Espere, como é que essa sociedade chegou a ser? Por que eles pensavam isso?" foi uma boa ideia? O que está acontecendo fora dela, no resto do mundo? " Então, é legal que ela tenha começado a explicar isso. Quero dizer, a explicação foi bastante repentina e apressada, mas ainda assim.

A configuração para o próximo livro:

No final, eu estava meio que perdendo a esperança de que Roth pudesse montar uma trama suficiente para a próxima parte da série. Mas agora fiquei muito curioso. Estou interessado em ver o que acontece quando esses personagens saem de sua sociedade isolada e entram no mundo real. O que eles vão fazer? Quanto exatamente mudou? Eu realmente não esperava estar animado para ler o terceiro livro ... mas agora estou, porque realmente me pergunto o que acontecerá a seguir.

Então sim. Essa revisão ficou meio doida do que eu esperava. E percebo que fiz parecer que os contras realmente superam os profissionais. Mas realmente - em geral, gostei do livro. Eu não acho que foi tão bom quanto o primeiro livro, e eu tive muitos problemas com o ritmo, os personagens e outros enfeites. No entanto, houve seções emocionantes do livro que me atraíram. Além disso, acho que o mundo que Roth criou é interessante e realmente quero ver aonde ela vai com ele no terceiro livro.
05/18/2020
Keriann Coverton

É seguro dizer que Divergente foi o romance de 2011. Ele me pegou silenciosamente na época e me explodiu completamente. Então, naturalmente, o Insurgent foi a minha sequência mais esperada de 2012. Ele fez jus ao hype? De modo nenhum.

Isso o obliterava.

Os insurgentes retomam instantaneamente de onde Divergent parou, com Tris, Four (Tobias), Marcus, Caleb e Peter escapando dos horrores do ataque erudito e agora buscando refúgio em Amity. Estou satisfeito por termos conseguido explorar mais Amity e Candor desta vez, mas, fiel ao estilo de Roth, eles nem sempre são tão em preto e branco quanto parecem em teoria. Não vou me aprofundar muito nos detalhes da trama, porque são as surpresas as mais emocionantes. Mas Insurgent é a mais emocionante, emocionalmente evocativa e viciante (você deve ter força de vontade divina, se pode colocar isso para uma SEGUNDA) sequência que eu já tive a alegria eletrizante, arrepiante e arrebatadora de ler.

Tobias e Tris? Favorito. YA Couple. SEMPRE. Eu quero mais relacionamentos como este em YA. É secundário ao enredo geral, mas quando é focado, o envolve tão intimamente no momento. Juro que nunca diminuí tanto o ritmo durante as cenas sensuais de um livro, apenas para saborear cada palavra e apreciar plenamente as emoções que os dois personagens estão sentindo a cada segundo quente. O que eles têm não é amor de cachorro. É PODEROSO. Poderia destruir mundos inteiros com sua intensidade silenciosa. Eles são magnéticos de uma maneira que apenas Veronica Roth pode fazer. E mesmo quando estão em desacordo um com o outro, o que acontece em boa parte do romance, com uma tensão tão espessa que você pode sentir o gosto, o relacionamento fica mais lento, mas o desejo continua a cada toque, a cada olhar compartilhado entre uma sala cheia de pessoas ou uma conversa tensa cheia de saudade e frustração, é simplesmente dito: brilhante. O relacionamento deles é estratificado e complicado, nada é simples, nada é fácil, mas todo obstáculo é tão maldito Vale a pena.

Tris é uma heroína notável. Com tudo o que ela suportou em Divergente, vemos uma garota carregando um coração cheio de culpa, arrependimento e dor crua. Ela perdeu muito e incitou a perda também, a culpa da morte de Will joga pesadamente sobre ela em todo o Insurgente. Ela passa por uma montanha-russa emocional, mas por tudo isso, mesmo quando cai para os mínimos mais baixos e, principalmente, quando não acredita que pode continuar, ela faz. Ela continua lutando, porque é uma sobrevivente. Ela ainda é Tris. Corajoso e forte e não sem medo, mas também sem fúria e fogo. Ela é inteligente e resiliente e uma das heroínas mais fortes, complexas e admiráveis ​​que eu já vi na YA. Mesmo que às vezes você possa não concordar com as decisões dela, você ainda a anima e nem por um minuto ela permite que você se desapegue da história dela.

São revelados mais lados de Tobias e, oh, em nome de tudo o que é sagrado e destemor, estou apaixonado por esse garoto. Ele não deixa de ter suas frustrações, mistérios e segredos, mas é isso que o torna tão cativante. São suas falhas que o deixam intrigado, misturado com uma bela bondade e um lado emocionante, às vezes assustador. Quatro .... Tobias ... ele é um emocionante espécime. Às vezes, gostaria que Tris fosse mais expressivo com ele, porque era possível ver em certos momentos a dor e a tristeza que ele estava escondendo, mas isso causava o tipo de angústia emocional que é torturantemente deliciosa. Tobias passa por sua própria turbulência emocional na sequência, algumas das quais o colocam em uma posição em que ele e Tris lutam para permanecer na mesma página, mas cada um tem suas próprias razões, cada uma delas alimentada pelas motivações certas e, enquanto é meticulosamente bagunçada às vezes, Tobias e Tris brilham como indivíduos.

Novas alianças se formam, as antigas se quebram. As faces conhecidas são mostradas sob uma luz totalmente nova; alguns para o bem, outros para o pior. Eu amo como Veronica pode tão habilmente mudar sua perspectiva sobre um personagem. Ela faz isso devagar, espalhando pistas, construindo até o momento em que tudo fica exposto e você fica sem ar por uma máscara de oxigênio. Uma revolta está em jogo e nossos personagens favoritos estão bem no centro dela. Guerra, engano, amor e dor estão caindo sobre nós e Veronica não tem medo de jogar tudo o que tem, deixando você se perguntar como ela se recuperará para fazer tudo de novo no próximo livro. Eu ri, ofeguei, derretei, meu coração correu uma maratona a uma velocidade vertiginosa e mordi meus dedos com tanta força que estou surpresa por não ter sangue.

A ação é tão pulsante quanto sempre, os segredos são mais impressionantes e o suspense quase o mata. Tem toda a brutalidade, intensidade e surpresa de Divergente, mas - e nunca pensei que isso fosse possível - é ainda melhor. Insurgente é um sucessor digno do romance que quebrou tantas listas favoritas de 2011. Veronica é uma autora que merece subir para o mesmo tipo de fama que Rowling. Sim, eu realmente estou indo para lá. Insurgente é tão bom. E eu estou contando os SEGUNDOS até a terceira parcela, porque com a maneira como ela terminou as coisas? OMFG. NÃO TERMINE. NÃO TERMINE. NÃO TERMINE. NÃO TERMINE. *ESTÁ MORTO*
05/18/2020
Doty Rittinger

Como um animal selvagem, a verdade é poderosa demais para permanecer enjaulada.

Esta é a linha de abertura dos insurgentes. O livro inteiro é construído em torno dessa linha de abertura. Em torno da verdade e mentiras. E eu não percebi isso até o fim.

Divergente é um dos melhores livros distópicos que já li. Por isso, fiquei muito empolgado com os insurgentes! Na maior parte, até as últimas 100 páginas, era tão bom quanto o Divergent. Mas então tudo mudou! Os insurgentes não eram mais tão bons quanto os divergentes. Foi dez vezes melhor!

Insurgente é fenomenal. Divergente foi incrível, mas este livro é espetacular! Uma das coisas que eu queria ver no Insurgent era mais construção do mundo. Eu estava confuso sobre como essa sociedade funciona, como tudo começou, o que está fora de Chicago, o que está acontecendo no resto do mundo ... O Insurgent aborda todas essas perguntas e as respostas são inacreditáveis. Foi isso que tornou este livro muito melhor do que Divergente para mim. O mundo construindo.

Mas todos os elementos que me fizeram amar Divergent tanto podem ser encontrados aqui também. As inúmeras reviravoltas, a ação, a agonia. Ler Insurgente parece que você está se afogando. A ação, as emoções e a adrenalina atingem você como ondas que deixam você sem fôlego. É incrível como Roth pode encher o leitor de adrenalina e medo. As mortes neste livro pareciam água penetrando na minha garganta me fazendo engasgar. Roth não hesita em matar os personagens principais. No primeiro livro, isso foi doloroso, mas neste é insuportável. Os personagens são tão multidimensionais, que você os ama sem nem perceber. Quando eles morrem, dói.

E depois há a doce história de amor entre Tris e Four. A história de amor nesta trilogia é uma das histórias de amor mais críveis na literatura da AC. Desdobra-se naturalmente, maravilhosamente lento. É doce e faz você sorrir. Eu amo isso. Neste livro, há alguma angústia em seu relacionamento. Embora na maioria dos livros eu não goste disso, este acrescenta à história. Em um mundo em ruínas, dominado pela guerra, espera-se angústia.

Ao contrário de Divergente, este livro não se concentra apenas na ação, mas também se aprofunda nas emoções e sentimentos do personagem. A parte psicográfica do livro é muito bem feita. Você pode ver a perda dentro do coração do personagem, pode sentir a dor deles. Suas ações são compatíveis com o que passaram. Tris não é uma heroína da maneira clássica. Ela não é destemida. Ela é uma personagem muito humana que comete erros. Como um livro pode ser dirigido por ação e por personagem? Eu não sei. Mas Veronica Roth faz isso.

A primeira parte do livro estava se movendo em uma direção que eu não tinha certeza se gostava ou não. Estava muito focado na guerra entre as facções e eu estava preocupado que não veríamos o mundo se construindo e o quadro geral dessa sociedade distópica que eu ansiava. Eu estava errado. Na segunda parte do livro, acontecem coisas que eu não esperava. Especialmente no final, houve uma reviravolta após cada segunda linha. E então houve uma enorme reviravolta no final que eu amei! Essa torção é o que me fez amar tanto este livro. Eu simplesmente não consigo parar de pensar nisso. Eu estava esperando que algumas dessas coisas acontecessem (uma morte em particular), mas não tão cedo! Eu estava esperando eles no terceiro livro ou algo assim. Mas Veronica Roth me surpreendeu novamente, provando que simplesmente não é possível prever o que acontecerá em seus livros.

Outro aspecto dessa trilogia que eu amo é o quão bem ela retrata guerra, violência, brutalidade, propaganda e jogos políticos. As mensagens nesta trilogia contra todas essas coisas são de tirar o fôlego. Não é apenas uma história de ação. Não é apenas uma história de amor. Tem um pouco de tudo. Agonia, humor, reviravoltas, ação, amor, amizades, perda, tristeza, valores familiares. É um livro que fala sobre bravura, os efeitos da guerra e, o mais importante, sobre como são cruciais as escolhas.

Não posso dizer o suficiente para este livro e para esta trilogia. Não há palavras. Uma das melhores trilogias e livros distópicos por aí agora! Não posso expressar o quanto gosto de viver neste mundo com esses personagens que amo. Quatro é uma enorme paixão e Tris é uma das melhores heroínas que eu já li. É uma história que ficará comigo por muito tempo.
05/18/2020
Hiroshi Ketchum

0
Bem-vindo Voltar ao mundo de Chicago distópica ..
0
Vamos resumir e chegar ao principal motivo pelo qual minha classificação fica mais alta do que Minha classificação para Divergent..Está O filme
0
O personagem de Tris é mais maduro, o cenário é verdadeiramente de tirar o fôlego
descrição
Como leitor do sexo masculino, uma das principais razões que me incomodou com o livro um foi como Tris estava lidando com os atos, toques, dedos e quase tudo de Four. Aqui era quase o mesmo, mesmo com a tristeza por seus pais e a culpa por Will. morte.

Também com a relação entre eles crescendo, torna-se cada vez mais irritante, como aqueles casais estranhos que continuam irritando um ao outro quase TODOS OS TEMPOS.
***“You didn’t tell me,” he says. “Why not?”
*** “I wish you trusted me enough to tell me things like that.”
***I feel a flare of anger—how many things is he going to keep from me?—and try to stifle it.
***“Why should I tell you? You don’t tell me about your plans.”His straight eyebrows furrow. “What are you talking about?”
Realmente quase me enlouqueceu novamente com o romance, mas o filme o tornou melhor e pensar no retrato e na performance de "Shailene Woodley" para Tris foi incrível.
descrição
Também é um bom ponto para o filme tornar o acordo divergente mais claro, e não tornou os momentos finais da mãe de Tris totalmente fora do personagem - como ela estava em camisas sem mangas no romance era totalmente ridícula -.
===== ***** =====
A segunda razão principal pela qual foi a melhor parte é a configuração.
O filme tornou mais fácil a visualização do cenário da Chicago Distópica.
descrição
descrição
Também a parte 2 "Insurgente" tem muito mais lugares para se visitar ..
Uma perseguição policial percorreu todos os lugares em Chicago, a sede da Amity no setor Factionless, a sede da Candor na Dauntless 'outra vez ... de volta às raízes nas Casas da Abnegação e até chegarmos à sede da Erudite ...
descrição
Eu amei o suspense aqui e a ação mais do que a primeira parte, mas ainda acho alguma dificuldade com a maneira da autora Veronica Roth em descrever algumas configurações.
"Todo o espionagem na reunião com a ponte, vigas, muro de pedra e o local da reunião, o rio ... toda a cena foi uma bagunça de descrição para mim"
Assim como a descrição do "poço" na parte um, dificultou-me obter a imagem completa.
descrição
Mas a história realmente está ficando mais forte, mais emocionante. E o mais importante, um pouco do mistério revelado, pode não ser suficiente para mim, mas é realmente interessante saber ..
Finalmente sabemos Por que o Sistema de Facções ... e qual é a confusão sobre o Divergente.
descrição
Surpresas, aliados reunidos e outros quebrados. Novos personagens com sombras misteriosas e uma informação científica real realmente muito interessante sobre o cérebro e as reações.

Eu gostei dessa profundidade, me fez avaliar o romance de 3 a quase 4 ...
E o que me garante que é 4, e até 4+ é ..

The Collector Edition
********************
descrição
A entrevista com a autora Veronica Roth me mostrou que a cena de oração nesta parte não é "apenas uma cena aleatória", ela é uma pessoa religiosa respeitosa que eu realmente respeito E esse é um ponto positivo que eu não resisto a não mencionar.

Mais uma coisa ... em sua explicação sobre as "mortes demais em Divergente" a que ela se refere Harry Potter e JK Rowling E isso foi um grande "WOW" para mim ... eu esperava isso desde lendo e revisando Divergent
Apenas mencionar como ela é respeitada e como a série Harry Potter é total honestidade dele. e esse é outro BIG + para a série Divergent.

Uma última coisa Acho que fiquei feliz em comprar a edição de colecionador, embora já tenha adquirido o conjunto de caixas Trilogy :) A cena dos Quatro Livres mostra o ponto de vista de "Quatro" de Tris ... que "de novo como" leitor masculino mais velho "eu respeito e acho que ele reclama da mesma forma que eu sobre como Tris às vezes apenas ....

Enfim :) finalmente, eu gostei mais dessa parte, tenho mais respeito pela série "e pelo autor também"
E não porque isso me deixe com um Cliffhanger "ainda mais íngreme que parte um", mas estou mais disposto a ler a Parte 3 porque quero ter mais uma visita a ..
..Distopiano de Chicago ..
..E o mundo divergente
descrição

Mohammed Arabey
A partir de 11 de abril de 2014
Até 19 de abril de 2014

===== ***** =====
"الريفيو العربي قريبا"

Deixe um comentário para Insurgente